Polícia prende suspeito de roubar carros de locadoras usando documentos falsos

Polícia

Polícia prende suspeito de roubar carros de locadoras usando documentos falsos

O suspeito, de 26 anos, roubava os veículos e levava até outros Estados, como Bahia e São Paulo. Ele usava no documento a própria foto e dados de outras pessoas

Foto: Reprodução TV Vitória

Um homem, de 26 anos, suspeito de usar documentos falsos para aplicar golpes em donos de locadoras de carros foi preso pela polícia. Os veículos roubados no Espírito Santo eram levado para outros Estados. 

De acordo com o delegado-chefe da Divisão Patrimonial, Gabriel Monteiro, o suspeito usava a própria foto, mas informações de outras pessoas. 

"Eles usam os documentos falsos muito bem falsificados. Então, isso induzia ainda mais ao erro do comerciante que recebesse prejuízo. Ele usava a própria foto com dados de outras pessoas, o que poderia prejudicar os cidadãos de bem que tem seu nome colocado em documento falso", esclareceu ele. 

O delegado ressaltou ainda que o homem não cometia os roubos apenas no Estado capixaba, mas transitava entre Bahia e São Paulo levando as mercadorias.

"Praticavam o crime aqui no Espírito Santo, levavam os carros de locadora para a Bahia e São Paulo, quando não faziam aqui, faziam isso nos estados que levavam os carros", explicou. 

O suspeito foi preso no momento em que aplicava o golpe em uma locadora em Vitória. Ele fugia em mais de um carro roubado acompanhado de um outro homem quando foi abordado. O comparsa conseguiu fugir. 

"Foi uma prisão qualificada, por isso, sua prisão em flagrante foi decretada como prisão preventiva, porque eles vinham cometendo esses crimes. E para garantia da ordem pública e econômica, ele foi preso preventivamente. O outro, já está qualificado e sua prisão será representada em juízo e, sendo deferida, estaremos tirando esse criminoso de circulação", pontuou o delegado.

A polícia busca identificar agora o chefe da quadrilha que pagava R$ 1.500 por cada carro roubado. O delegado Gabriel Monteiro destacou que a equipe vai investigar quem são os receptadores dos veículos.

Segundo a polícia, a quadrilha segue sendo investigada. O suspeito preso confessou o crime e foi autuado por estelionato e falsificação de documento. 

"O autuado em flagrante confessou o crime, não falou toda a verdade, mas já temos conhecimento de outros crimes cometidos por ele em outros estados", afirmou o delegado chefe, Gabriel Monteiro. 

*Com informações da repórter Rafaela Freitas, da TV Vitória / Record TV.