Aumenta número de mortes cometidas por policiais capixabas durante confrontos

Geral

Aumenta número de mortes cometidas por policiais capixabas durante confrontos

Polícias brasileiras matam em cinco anos mais do que a polícia americana matam em 20. Em contrapartida mais policiais estão morrendo mesmo fora do expediente

Policia brasileira mata seis vezes mais que a americana Foto: R7

Dados do Fórum Brasileiro de Segurança Pública registraram um pequeno crescimento de mortes causadas por policiais no Estado. No ano passado, 19 mortes foram registradas em conflitos. Em 2012 foram 15, outras seis foram mortas por policiais fora do expediente, já em 2012 foram apenas duas.

Enquanto policiais matam em cinco anos 9.691 pessoas no país, as polícias americanas, em 20 anos, mataram 7.584 pessoas. A polícia brasileira mata seis vezes mais que a polícia nos Estados Unidos.

Os números ficam mais impressionantes se somarmos as vítimas de policiais fora de serviço, no Brasil, em cinco anos, foram mortas 11.197 pessoas; nos Estados Unidos, em 30 anos, foram 11.090.

Em 2013, em confronto com as polícias, 2.212 pessoas foram mortas. Uma média de 6,11 mortos por dia.

Segundo o Fórum Brasileiro de Segurança Pública, os policiais também estão sendo vítimas, principalmente fora do serviço. No País inteiro 490 policiais foram mortos ano passado, 43 a mais do que no ano de 2012. Enquanto 81,8% das mortes cometidas por policiais acontecem em serviço, 75,3% dos policiais assassinados morrem quando não estavam em trabalho.

Aqui no Espírito Santo no ano passado foram três policiais mortos em serviço e seis fora do expediente. O estado que mais mata policiais é o Rio de Janeiro com 104 mortes, São Paulo com 90 e Pará com 51 vítimas.