Aulas são retomadas em escolas de Baixo Guandu e Colatina

Geral

Aulas são retomadas em escolas de Baixo Guandu e Colatina

Como o abastecimento de água não foi interrompido nos municípios, a Sedu informou que as aulas vão voltar ao normal a partir desta quarta-feira

Em Colatina a água está avermelhada Foto: Divulgação

A “onda de lama” que estava prevista para chegar ao Espírito Santo na tarde da última terça-feira (10) não chegou com a intensidade esperada. Com isso, o abastecimento de água em Baixo Guandu e Colatina não precisou ser interrompido. Portanto, a Secretaria de Estado de Educação (Sedu) informou que as aulas nas 16 escolas estaduais dos municípios serão retomadas a partir desta quarta-feira (11).

"Como essa previsão da chegada da lama ficou para sábado (14) à noite, o Governo do Estado e as prefeituras decidiram voltar às aulas nesses três dias. Isso para que as aulas não sejam suspensas e o calendário escolar seja estendido mais ainda para o final do ano. Confirmando a chegada dessa onda de água suja para semana que vem, possivelmente essas aulas já serão interrompidas na segunda-feira (16)", destacou o coordenador estadual de Defesa Civil, Fabiano Bonno.

As escolas que voltam a funcionar em Baixo Guandu são: EEEF Brasil; EEEFM Dr. Jones dos Santos Neves; EEEFM José Damasceno Filho; EEEM Rodrigo Cesar Proeschodt e EEEM Maria Helena Stein Merlo.

Já as escolas que voltam a funcionar em Colatina são: EEEF Aristides Freire; EEEFM Lions Club de Colatina; EEEFM Professora Néa Monteiro Costa; EEEFM Conde De Linhares; EEEFM Geraldo Vargas Nogueira; EEEFM Honório Fraga; EEEFM Professora Carolina Pichler; EEEFM Rubens Rangel; CEEJA Pedro Antonio Vitali Ecor de Colatina e EEEM Antônio Eugênio Rosa.

Mesmo com as aulas retomadas, os fóruns dos dois municípios continuam trabalhando em regime de plantão. Dessa forma, apenas os casos de urgência serão atendidos. 

Leia também:
“Onda de lama” deve se espalhar e atingir cerca de 10 mil km² do litoral capixaba
Tragédia em MG: sobreviventes falam do futuro e querem reerguer comunidade

Cerca de 1,5 mil litros de água mineral foram arrecadados Foto: TV Vitória

Doação de água mineral: o Corpo de Bombeiros arrecadou em Vitória 1,5 mil litros de água mineral para minimizar os danos às pessoas afetadas pelos resíduos de minérios. A previsão é de que a água comece a ser transportada nesta quarta-feira (11). O Ministério Público também se reuniu com representantes da Samarco e ficou definido que a empresa vai distribuir água para os moradores das duas regiões que devem ser afetadas.

Bombeiros do ES em Mariana: três cães do Corpo de Bombeiros do Espírito Santo foram disponibilizados junto com uma equipe de quatro militares para ajudarem nas buscas por corpos e desaparecidos em Mariana. O apoio dos militares capixabas terá início na manhã desta terça-feira (10). Leia reportagem completa.

Governo a disposição: a presidente Dilma Rousseff (PT) afirmou, durante entrega de moradias do programa Minha Casa Minha Vida, na tarde de terça-feira (10), que o governo está à disposição para ajudar o Espírito Santo devido a chegada de lama tóxica decorrente do rompimento de uma barragem, no distrito de Bento Rodrigues, em Mariana, Minas Gerais, na última quinta-feira (5). Leia reportagem completa.

Contaminação química: durante reunião convocada pela senadora Rose de Freitas (PMDB), o secretário Nacional da Proteção e Defesa Civil, general Adriano Pereira Júnior, minimizou os efeitos do desastre ambiental e tentou tranquilizar os parlamentares. Ele afirmou que o desastre não está trazendo para o Estado a contaminação química da origem. Leia reportagem completa.