Ladrões usam ônibus com passageiros como escudo durante fuga em Itupeva

Geral

Ladrões usam ônibus com passageiros como escudo durante fuga em Itupeva

Redação Folha Vitória

Itupeva - Um roubo à Caixa Econômica Federal de Itupeva, na manhã desta sexta-feira, 6, terminou com quatro mortes - três assaltantes e um morador da cidade, de cerca de 47 anos, que levou um tiro de fuzil. O roubo terminou ainda com dois bandidos baleados socorridos em estado grave, um policial militar baleado na perna, uma casa e um carro incendiados na fuga.

Um ônibus com passageiros foi usado como escudo e houve centenas de disparos de revólveres, metralhadoras, pistolas e fuzis. Cerca de 50 viaturas das polícias de Itupeva, Jundiaí e Campinas foram mobilizadas, além do helicóptero Águia. Os bandidos deram tiros de fuzis contra o helicóptero.

A ação começou às 10h30, quando os bandidos renderam vigilantes. Eles fizeram clientes reféns e montaram uma "parede humana" com as vítimas e explodiram os caixas eletrônicos. A polícia apareceu e houve troca de tiros.

Para fugir, eles colocaram quatro reféns nos porta-malas dos carros e usaram um ônibus da Rápido Luxo Campinas que seguia para a cidade de Cabreúva como escudo. Um dos reféns colocado no porta-malas foi morto com um tiro de fuzil no peito e abandonado na Estrada da Mina.

Os assaltantes, cerca de 10, tomaram rumo da Rodovia dos Bandeirantes, mas foram cercados por viaturas das polícias de Jundiaí e Campinas, com apoio do Batalhão de Operações Especiais (BAEP). Houve intensa troca de tiros, com centenas de disparos.

O Esquadrão Antibombas também foi acionado para detonar explosivos que os bandidos carregavam em seus veículos. O delegado Seccional de Polícia Civil de Jundiaí, Luiz Carlos Branco Júnior, disse que o caso será investigado pela Polícia Federal, por se tratar de banco do governo. Parte da quadrilha seria de Campinas.