Leoa Argentina que sofreu maus-tratos e corre o risco de ser sacrificada pode ser abrigada no Estado

Geral

Leoa Argentina que sofreu maus-tratos e corre o risco de ser sacrificada pode ser abrigada no Estado

Se a transferência for aprovada pelo Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), a leoa será a segunda felina de grande porte a ficar no Estado

A deputada Janete de Sá quer que o animal seja abrigado no Estado Foto: Divulgação

A leoa argentina Baguira, que ganhou repercussão nacional após correr o risco de ser sacrificada, pode vir ao Espírito Santo. A intenção é do Zoo Park da Montanha, que fica em Marechal Floriano, na região Serrana do Estado.

Se a transferência for aprovada pelo Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis  (Ibama), a leoa será a segunda felina de grande porte a ficar no Estado.

A informação foi confirmada pela deputada estadual Janete de Sá (PMN), presidente da Frente Parlamentar que investiga crimes de maus tratos na Assembleia. Ela diz ter conversado com um dos proprietários do zoológico de Marechal Floriano que teria afirmado o interesse em abrigar o animal.

O Ibama do Espírito Santo, porém, informou ao jornal on-line Folha Vitória, que, até a tarde desta terça-feira (3) ainda não havia recebido nenhum pedido formal de abrigo ao animal.

Caso o pedido tivesse sido feito, uma equipe do órgão teria que ir ao zoológico realizar uma inspeção para verificar se o local pode ou não receber o animal, que já abriga um leão. O pedido também poderia ser feito pelo governo de São Paulo, atual mantenedor do animal o que ainda não teria sido feito.

O Ibama-ES informou, ainda, que o processo de averiguação do local e de autorização não leva muitos dias, o que facilitaria a vinda do animal caso houvesse o pedido.

A leoa Guaratiba ficou conhecida na Argentina após sofrer maus-tratos em um circo do país. O animal espera que um zoológico do Brasil se disponha a abrigá-la, caso contrário a felina pode ser sacrificada.