• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Nova promessa! Obra na Leitão da Silva fica pronta só no primeiro semestre de 2018

Geral

Nova promessa! Obra na Leitão da Silva fica pronta só no primeiro semestre de 2018

O orçamento previsto é de R$ 63 milhões para a nova fase, que somado ao valor da fase anterior, totaliza R$ 114,4 milhões - quase R$ 15 milhões a mais do que o governo previa gastar

A obra da avenida já virou uma novela e a conclusão só ano que vem. Foto: Divulgação

Com a autorização para a publicação do edital da segunda fase das obras da Avenida Leitão da Silva, em Vitória, a ser publicada nesta quarta-feira (30) no Diário oficial do Estado pelo governador Paulo Hartung (PMDB), a nova previsão é que as obras fiquem prontas apenas no primeiro semestre de 2018.

O orçamento máximo previsto é de R$ 63 milhões para essa nova fase, que somado ao valor da fase anterior, totaliza R$ 114,4 milhões - R$ 14,4 milhões a mais do que o governo do Estado previa gastar. 

Diretor do DER-ES explica atrasos e gastos extras

Esta é a quinta vez que um novo prazo para a conclusão das obras é apresentado. O primeiro era julho de 2015, mas depois foi estendido outras três vezes, parte por conta da necessidade de alteração do projeto para adequação ao Plano Diretor de Drenagem Urbana da Prefeitura Municipal de Vitória.

Segundo o Departamento de Estradas e Rodagem do Espírito Santo (DER-ES), o atraso das obras se dá pela série de intervenções que não foram previstas na licitação anterior, como deslocamento e remanejamento de redes de água, esgoto e eletricidade e também cabeamentos. O Governo também aponta dificultadores como a grande concentração de comércios e o grande fluxo de pessoas e veículos.

De acordo com Enio Bergoli, diretor do DER-ES, a expectativa é que haja uma empresa vencedora do processo licitatório até fevereiro de 2017, tendo em vista que as propostas serão lançadas a partir de 5 de janeiro do ano que vem.  

Ele também afirmou que o valor "certamente" será menor do que o licitado, de R$ 63 milhões. "Agora, uma licitação pública é sujeita a muitas interferências, assim como uma obra urbana", advertiu Bergoli, que também afirmou que a Leitão da Silva será uma nova avenida assim que estiver concluída, dentro dos princípios nacionais e internacionais de segurança.

O governo Paulo Hartung, em tom de brincadeira, também advertiu sobre dificuldades encontradas em processos licitatórios. "Licitação no Brasil é sempre um 'trem' complicado. Então a gente cruza os dedos, bate três vezes na madeira que dá certo", disse. 

Em seguida, agradeceu aos técnicos do governo do Estado e também da Prefeitura Municipal de Vitória envolvidos no processo e relatou que a Leitão da Silva, assim que finalizada, será uma "obra de fato" e não uma obra "paliativa".

Com a segunda fase estão previstas mais duas faixas para veículos (uma em cada sentido, totalizando seis), ciclovias nos dois sentidos no centro da pista, instalação de galerias para drenagem pluvial que devem aumentar a capacidade de escoamento da avenida e calçadas-cidadãs.