Áustria: parlamentar acusado de assédio sexual abre renuncia

Geral

Áustria: parlamentar acusado de assédio sexual abre renuncia

Redação Folha Vitória

Berlim - Um proeminente político austríaco anunciou que abrirá mão de sua vaga no parlamento da Áustria em meio a alegações de assédio sexual. Peter Pilz, ex-membro do Partido Verde que deixou a sigla para fundar um novo partido de oposição, foi acusado de apalpar uma jovem mulher em uma conferência em 2013, conforme comentários na publicação semanal Falter.

A agência de notícias Austria Press relatou neste sábado que Pilz disse a repórteres não se lembrar de tal incidente, mas que lutou contra abusos sexuais e que "este empenho também se aplica a mim".

O político negou alegações de que ele também teria apalpado uma parlamentar do Partido Verde. Pilz afirmou que vai entrar na Justiça contra a parlamentar. Fonte: Associated Press.