Fundos de hedge lucram com crise da dívida na Venezuela

Geral

Fundos de hedge lucram com crise da dívida na Venezuela

Redação Folha Vitória

Nova York - Um fundo de hedge de Nova York conseguiu um rápido lucro de US$ 60 milhões ao prever corretamente que a Venezuela continuaria a pagar mais sua dívida por muito mais tempo do que o imaginado por muitos investidores. Especialista em dívida de mercados emergentes, a Greylock Capital, que administra US$ 1,1 bilhão, viu em agosto uma oportunidade quando investidores venderam bônus da estatal Petroleos de Venezuela (PdVSA), de acordo com uma pessoa ligada ao assunto.

Muitos investidores haviam desistido por temer um default iminente da Venezuela, que enfrenta uma grave crise econômica. A Greylock, uma veterana das crises da dívida da Grécia e da Argentina, apostou que havia um movimento excessivo de venda e que os bônus de curto prazo, com vencimento previsto para o início de novembro, ainda seriam pagas, segundo duas pessoas familiarizadas com as posições do fundo.

No início de agosto, a Venezuela pagou integralmente os US$ 1,1 bilhão devidos em bônus, o último pagamento do tipo do principal da dívida realizado pelo país. Pouco depois o presidente Nicolás Maduro anunciou que buscaria uma reestruturação da dívida, que pode ser a mais complicada já existente, o que levou os preços dos bônus restantes a recuar fortemente.

A Greylock, que continuou a comprar títulos, fez um retorno de aproximadamente 35% em sua posição em cerca de três meses, disse uma das pessoas. Isso equivale a um lucro de cerca de US$ 60 a US$ 65 milhões, disse. No entanto, muitos investidores provavelmente sofrerão perdas acentuadas em títulos venezuelanos, que caíram para cerca de US$ 0,30. Fonte: Dow Jones Newswires.