Líder catalão deposto diz ser vítima de 'brutal ofensiva judicial'

Geral

Líder catalão deposto diz ser vítima de 'brutal ofensiva judicial'

Redação Folha Vitória

Madri - O presidente regional deposto da Catalunha, Carles Puigdemont, afirmou que ele e outros líderes separatistas catalães são vítimas de uma "brutal ofensiva judicial" pelo governo espanhol devido às tentativas de secessão.[

Puigdemont e outros quatro membros de seu governo fugiram para a Bélgica depois que as autoridades espanholas assumiram o controle da Catalunha em 28 de outubro devido às tentativas de independência. Nove outros membros do gabinete deposto na mesma rebelião foram enviados à prisão em Madri, oito deles sem a possibilidade de pagamento de fiança, enquanto a investigação judicial continua. O Tribunal Constitucional espanhol decidiu que a secessão é ilegal.

Em uma coluna publicada nesta segunda-feira no The Guardian, Puigdemont disse que as detenções são motivo para "indignação colossal" e prometeu lutar pelos direitos dos separatistas. Puigdemont também afirmou que irá lutar pelos direitos dos separatistas. Ele afirmou que sua intenção é a de chamar a atenção de outros países da União Europeia para a "repressão espanhola" e "exigir uma solução política, e não judicial, para a questão". Fonte: Associated Press.