Cantora capixaba disse que tomou alta dose de medicação durante viagem para MG

Geral

Cantora capixaba disse que tomou alta dose de medicação durante viagem para MG

Segundo familiares, uma mulher que viajava ao lado de Renata Ribeiro Cardoso para Manhuaçu teria oferecido o remédio a ela, dizendo que era para dormir

Rodrigo Araújo

Redação Folha Vitória
Foto: Reprodução/Arquivo Pessoal
Renata chegou à casa da mãe, em Domingos Martins, durante a tarde e reencontrou os dois filhos 

A cantora capixaba Renata Ribeiro Cardoso, de 30 anos, encontrada desorientada na cidade de Matipó, em Minas Gerais, na manhã desta segunda-feira (11), já está na casa da mãe, em Domingos Martins, na Região Serrana do Espírito Santo. Segundo familiares, ela está bem e conseguiu explicar o que ocorreu durante a viagem à cidade mineira de Itanhomi, onde ela se apresentaria com uma banda local.

De acordo com o irmão da cantora, Renata disse que uma mulher que estava sentada ao seu lado no ônibus que seguia de Viana — onde ela embarcou, na manhã de sábado (09) —  para Manhuaçu (MG) ofereceu a ela um remédio, dizendo que ele a ajudaria a dormir. A mulher teria dito também que, para fazer efeito, era preciso tomar uma alta dose da medicação.

Renata então teria tomado a dose indicada e, a partir daí, começou a ficar muito sonolenta. "Ela disse que o remédio não era nenhum desses que as pessoas normalmente tomam para dormir durante uma viagem", contou o irmão.

Ao chegar em Manhuaçu, a cantora pegou um ônibus para Realeza, também em Minas Gerais, onde ela embarcaria em outro coletivo, com destino a Governador Valadares. Inicialmente uma pessoa estaria esperando Renata em Governador Valadares para seguir com ela até Itanhomi, onde o show ocorreria. No entanto, possivelmente por estar sob efeito da medicação, a cantora pegou outro ônibus em Realeza, que seguiria para Matipó.

"Em Matipó, ela perguntou onde teria um hotel para passar a noite de sábado para domingo. Ela estava muito cansada e não conseguiu comer nada. Ela disse que passou o domingo inteiro dormindo, sob efeito da medicação", disse o irmão.

Sem conseguir sair da cama no domingo e sem se alimentar, a cantora só saiu do hotel na manhã desta segunda, quando decidiu ir à rodoviária de Matipó buscar ajuda. Renata foi encontrada por volta das 9 horas desta segunda-feira, em uma estrada do município mineiro. 

Segundo a família, ela estava aparentemente desorientada e confusa, e foi levada para um hospital da região, onde recebe os primeiros socorros. Na unidade de saúde, foi contatado que a pressão arterial de Renata esta muito baixa, chegado a oito. No início da tarde, ela recebeu alta médica e seguiu, com familiares, para Domingos Martins, onde chegou por volta das 17 horas.

Segundo o irmão da cantora, o efeito da medicação já passou e ela está descansando na casa da mãe. Logo que chegou, ela amamentou o filho mais novo, de 1 ano. Renata tem outro filho, de 7.

Familiares de Renata informaram também que todos os pertences foram encontrados com ela e que a cantora não apresenta nenhuma marca de agressão. Ainda segundo a família, não há previsão para Renata retome suas apresentações.

"Graças a Deus ela está bem. Só está um pouco cansada ainda. Chegamos a pensar que poderia ter ocorrido algo de muito ruim com ela, mas graças a Deus ela foi encontrada bem e já está em casa", disse o irmão, aliviado.