• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Greve prevista para segunda-feira é suspensa; rodoviários e empresários seguirão negociando

Geral

Greve prevista para segunda-feira é suspensa; rodoviários e empresários seguirão negociando

Durante audiência de conciliação realizada na sede do TRT-ES na noite desta sexta, ficou definido que não haverá paralisação pelo menos até quarta-feira

Foto: Marlon Max / Folha Vitória

A paralisação que o Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários do Espírito Santo (Sindirodoviários-ES) prometia para a próxima segunda-feira (02) foi suspensa. Os rodoviários também não deverão realizar paralisações pelo menos até quarta-feira (04). Até lá, novas reuniões entre trabalhadores e representantes dos sindicatos patronais deverão ocorrer para tentar solucionar o impasse com relação ao reajuste salarial da categoria.

A definição ocorreu durante uma audiência de conciliação, na noite desta sexta-feira (29), no Tribuna Regional do Trabalho (TRT-ES), em Vitória. A presidente do TRT-ES, desembargadora Ana Paula Tauceda, apresentou uma proposta aos trabalhadores e empresários e as duas partes deverão sentar e debater a respeito do assunto no início da próxima semana.

Participaram da audiência membros do Sindirodoviários-ES, do Sindicato das Empresas de Transporte Metropolitano da Grande Vitória (GVBus) e do Sindicato das Empresas de Transportes de Passageiros do Espírito Santo (Setpes).

A audiência teve início por volta das 19 horas e foi presidida pela desembargadora Ana Paula Tauceda, presidente do TRT-ES. Em um primeiro momento, a desembargadora ouviu, separadamente, cada uma das partes e, em seguida, empresários e rodoviários se reuniram para tentar fechar um acordo. Os rodoviários pediram um aumento de 9% em seus salários, mas os empresários ofereceram um reajuste de 2,54%.

Pedido estaria 'fora da realidade'

O GVBus informou na tarde desta sexta-feira (29) que o pedido oficial do Sindirodoviários está desconexo da realidade, solicitando reajuste salarial acima de 11% (índice INPC mais 9%), sendo que a inflação acumulada no período é de 2,54%, ajuste proposto pelas empresas. Ou seja, os trabalhadores pedem um reajuste 292% acima da inflação, fora outras reivindicações.

De acordo com o GVBus, isso demonstra que o sindicato dos trabalhadores nunca teve a intenção de fazer acordo, já que a inflação no país está com viés de queda e de estabilidade. Lembramos que outras categorias no Espírito Santo e em outros estado do Brasil já fecharam acordos de reajuste salarial abaixo de 3%.