Enem: entenda as regras para o uso de máscara durante as provas e outras normas de saúde

Geral

Enem: entenda as regras para o uso de máscara durante as provas e outras normas de saúde

As regras são válidas para as duas versões da prova, tanto na versão impressa quanto digital.

Foto: Tomaz Silva/Agência Brasil

O Exame Nacional do Ensino Médio seguirá com as medidas de segurança contra a covid-19, que foram introduzidas na edição de 2020. Assim como no ano passado, o uso de máscara facial é obrigatório nos locais de aplicação. 

Participantes com Covid-19 ou com outras doenças infectocontagiosas não devem comparecer ao exame e podem solicitar a reaplicação. O descumprimento das regras poderá levar à eliminação do candidato.

As regras são válidas para as duas versões da prova, tanto na versão impressa quanto digital. Dentro da sala, os estudantes deverão permanecer com a máscara durante a realização do exame. 

O edital prevê que a máscara deve ser usada da maneira correta, cobrindo o nariz e a boca. Caso isso não aconteça, o participante será eliminado. 

Os candidatos poderão levar máscaras para troca durante a aplicação, seguindo a recomendação de especialistas da área de saúde.

O equipamento de proteção poderá ser retirado apenas para a identificação dos participantes e para comer e beber

Sempre que retirarem a máscara, os participantes não podem tocar sua parte frontal e, em seguida, devem higienizar as mãos com álcool em gel próprio ou fornecido pelo aplicador. 

As mãos deverão ser higienizadas também quando os participantes forem ao banheiro e no decorrer do exame. Além do uso da máscara e álcool em gel, se mantém o distanciamento social nas salas

Candidatos diagnosticados com Covid-19 ou outras doenças infectocontagiosas,  na semana que antecede o primeiro ou o segundo dia de prova do Enem não devem comparecer aos locais de prova e podem solicitar a reaplicação do exame.

Além da Covid-19, as regras se aplicam a candidatos com:

tuberculose, 
coqueluche, 
difteria, 
doença invasiva por Haemophilus influenzae, 
doença meningocócica e outras meningites, 
varíola, 
influenza humana A e B, 
poliomielite por poliovírus selvagem, 
sarampo, 
rubéola,
varicela.

Esses candidatos têm até cinco dias úteis após o Enem para pedir a reaplicação. O pedido deverá ser feito na Página do Participante, acompanhado de documentos comprobatórios.

Enem 2021

O Enem será aplicado neste ano em mais de 3 milhões de estudantes em todo o país. 

Neste omingo, os participantes vão fazer as provas de linguagens, ciências humanas e redação. No segundo, matemática e ciências da natureza. 

Os locais da prova estão disponíveis no Cartão de Confirmação de Inscrição, na Página do Participante.

O exame seleciona estudantes para vagas no ensino superior públicas, pelo Sisu (Sistema de Seleção Unificada), para bolsas em instituições privadas, pelo Prouni (Programa Universidade para Todos), e serve de parâmetro para o Fies (Fundo de Financiamento Estudantil)

Os resultados também podem ser usados para ingressar em instituições de ensino portuguesas que têm convênio com o Inep.

*Com informações do R7.