Lancheira saudável: saiba como garantir o melhor lanche para seu filho

Geral

Lancheira saudável: saiba como garantir o melhor lanche para seu filho

Fácil não é, mas é possível. Para isso, invista na criatividade e na mistura de sabores para fazer seu filho trocar qualquer salgadinho por um lanche natural

É preciso muita criatividade para combater os refrigerantes, salgadinhos e tantas outras guloseimas Foto: Divulgação

Panqueca de folha de brócolis no almoço, biscoitos integrais de abóbora, muffin de manga e aveia, e até suflê de couve são alguns dos pratos servidos no almoço da pequena Isadora, de apenas sete meses. Com muito carinho e criatividade, a mamãe Rafaella Viana cuida da alimentação da pequena e busca fazer Isadora se encantar pelo mundo da alimentação saudável.

“A inspiração para os pratos nasce da criatividade e busca de informação. Conhecer os sabores de cada ingrediente separado ajuda a saber o que combina junto. O paladar é um sentido adaptável. Se eu adapto a Isadora a comer de uma forma mais saudável, a memória afetiva da comida também vai nessa. Da mesma forma que, em via de regra, nós sentimos um cheiro de pudim e lembramos da nossa avó, quando ela sentir cheirinho de banana vai lembrar dos meus cookies de banana e canela. Isso não significa que ela não vá comer chocolate ou coxinha, mas certamente vai entender que seu corpo precisa de coisa melhor”, diz Rafaella.

Realmente, é preciso muita criatividade para combater os refrigerantes, salgadinhos e tantas outras guloseimas que fazem parte do dia a dia de muita criança, inclusive na escola. Por isso, o primeiro passo é conversar com a instituição e ver a possibilidade de oferecer comidas mais naturais aos alunos. Caso isso não seja possível, monte você mesma uma lancheira com refeições naturais. Separamos seis dicas que vão fazer seu filho não querer largar as frutas e os sucos. Dê uma olhada, é de dar água na boca:

1. Saudável: Suco de laranja, sanduíche de peito de peru com requeijão no pão integral e uma ameixa.

2. Divertida: Achocolatado, bolo de cenoura e bolinhas de melão.

3. Colorida: Suco de goiaba, pão de milho com queijo branco e fatias de kiwi.

4. Alternativa: Iogurte orgânico, barra de cereal de quinoa orgânica e salada de frutas orgânicas, como mamão, morango, uva, laranja (suco também) e abacaxi.

5. Rápida: Suco de morango (caixinha), pão sírio míni, com presunto e queijo prato, e uma banana.

6. Bem fresca: Leite fermentado, bolo de coco gelado e mamão em cubinhos.

Outras dicas importantes
Evite colocar fatias de tomate, elas umedecem demais o pão! Lembre-se que o lanche que você prepara para seu filho é para mais tarde, por isso, não mande leite quente ou frio fora de uma garrafa térmica e iogurte de jeito nenhum! E por falar em alimento quente ou frio, o pão de queijo é uma opção viável, mas misto quente, por exemplo, não. Além de o pão amolecer demais, o queijo pode estragar. Ovo cozido, nem pensar!

Maçã é uma boa opção de fruta porque não amassa facilmente. Já pera, banana, pêssego, uva e nectarina precisam de um recipiente mais resistente para acomodá-las.  As lancheiras térmicas são as mais indicadas, porque conservam melhor os alimentos e, assim, permitem que você mande uma variedade maior de lanches, mas coloque dentro uma bolsa de gelo pequena, senão a lancheira não funciona.