Líbano expede mandado de prisão para mulher do líder do grupo Estado Islâmico

Geral

Líbano expede mandado de prisão para mulher do líder do grupo Estado Islâmico

Redação Folha Vitória

Beirute - Autoridades judiciárias libanesas expediram um mandado de prisão formal para a esposa do líder do grupo radical Estado Islâmico nesta terça-feira. Ela será entregue a promotores militares.

Oficiais afirmaram que Saja Al-Dulaimi continua detida no Ministério da Defesa sob a suspeita de 'crimes de terrorismo' e que todos os militares que têm contato com ela são mulheres.

Na semana passada, o ministro do Interior Nohad Machnouk afirmou que testes de DNA confirmaram que a criança capturada junto com Al-Dulaimi é filha do líder do grupo, Abu Bakr Al-Baghdadi. A informação foi contestada por oficiais iraquianos. Ele também afirmou que Al-Dulaimi foi casada com Al-Baghdadi há seis anos, por um período de três meses.

Oficiais líbios também afirmaram terem encontrado a esposa e duas crianças de outro militante sunita, Abu Ali Al-Shishani. Ela teria entrado no país ilegalmente, e as autoridades discutem se devem deportá-la para a Síria, onde está Al-Shishani, ou conceder status de refugiada a ela.

Al-Shishani, que jurou aliança ao grupo terrorista Estado Islâmico, ameaçou retaliar as famílias de soldados libaneses. Fonte: Associated Press.