• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Chegada de bafômetros intensifica blitze da Lei Seca na Grande Vitória

Geral

Chegada de bafômetros intensifica blitze da Lei Seca na Grande Vitória

Aumento do número de operações se deve ao reforço de 20 aparelhos, que voltaram a operar após passarem por manutenção. Previsão é de que mais 100 equipamentos sejam adquiridos

Número de operações da Lei Seca deve aumentar a partir desta quarta-feira, segundo o BPTran Foto: Divulgação

O Batalhão de Trânsito (BPTran) da Polícia Militar vai aumentar, a partir desta quarta-feira (09), o número de blitze da Lei Seca na Grande Vitória. A intensificação da fiscalização a motoristas embriagados se deve ao reforço de 20 aparelhos de bafômetro, que voltaram a operar após passarem por manutenção e aferição.

Com isso, o BPTran dispõe hoje de 22 equipamentos que, segundo o subcomandante do batalhão, major Bongestab, possibilitam a realização de seis blitze simultâneas. Até esta terça-feira, a polícia contava com apenas dois aparelhos, o que, segundo o major, dificultava bastante o trabalho de fiscalização.

"As equipes que antes realizavam as abordagens à noite, nas operações da Lei Seca, foram deslocadas para realizar outros tipos de fiscalização no trânsito. Os aparelhos eram utilizados mais em casos de acidentes cujo condutor apresentasse sintomas de embriaguez. Com a volta desses 20 equipamentos, vamos voltar a realizar mais fiscalizações da Lei Seca já a partir de hoje [quarta-feira]. Todo condutor abordado será convidado a realizar o teste de etilômetro, não só aquele que apresentar sinais de embriaguez", garante o subcomandante.

Apesar do reforço, o major admite que o número de aparelhos ainda não é o ideal para que o Batalhão de Trânsito realize de forma adequada todos os atendimentos, tanto na fiscalização quanto no atendimento a acidentes. Para ele, esse número deveria ser quase o dobro do atual.

"Com essa quantidade que temos hoje, é possível fazer seis blitze simultâneas. Mas na Copa do Mundo do ano passado, por exemplo, a fiscalização era feita em oito pontos, o que hoje seria inviável. Por isso acredito que seriam necessários pelo menos 40 aparelhos para que o Batalhão de Trânsito realizasse todos os serviços em sua plenitude", destacou.

Novos aparelhos

Atualmente o Batalhão de Trânsito da PM dispõe de 22 aparelhos de bafômetro em uso Foto: Divulgação/PM

Se hoje o número de equipamentos de bafômetro não é considerado o ideal, para o ano que vem o subcomandante espera que essa situação mude. Segundo ele, o BPTran já solicitou ao Detran-ES a aquisição de mais 100 aparelhos. O major destaca que a intenção do batalhão é equipar todas as suas viaturas e postos.

Segundo Bongestab, para agilizar a aquisição, o Detran-ES solicitou que a compra fosse feita utilizando a mesma licitação aberta pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) da Paraíba, o que pode adiantar o processo em cerca de 90 dias.

A previsão inicial, de acordo com o subcomandante, é de que todos os aparelhos de bafômetro sejam cheguem ao Espírito Santo até junho de 2016. O major explica que eles devem ser entregues aos poucos, para que sejam encaminhados para manutenção em datas diferentes. Isso porque os equipamentos possuem prazos de validade diferentes. À medida em que vencem esses prazos, os aparelhos são encaminhados para o fabricante, que realiza a manutenção e os repassa para o Inmetro, responsável pela aferição dos mesmo. Somente depois disso, eles podem ser recolocados em uso.

"Se todos os 100 aparelhos chegarem de uma vez, terão que ir para manutenção e aferição na mesma época, o que nos causará um grande desfalque. Para realizarmos nossas operações de forma adequada, precisamos utilizar pelo menos 70% do total de equipamentos disponíveis", ressaltou.

Atualmente o BPTran conta com um total de 68 aparelhos de bafômetro, tanto em uso quanto em manutenção ou aferição. Segundo o major Bongestab, com a chegada dos 100 novos equipamentos, os mais antigos deverão ser repassados para as unidades da Polícia Militar no interior do Estado. "Como nesses locais as fiscalizações de Lei Seca são menos frequente, acontecendo principalmente durante a realização de eventos, as chances desses equipamentos apresentarem problemas é menor", explicou.

Fiscalizações

O subcomandante do BPTran destacou ainda que, com a mudança no tipo de fiscalização realizada pelo batalhão, a partir deste ano, o número de motoristas flagrados dirigindo sob influência de álcool praticamente dobrou na Grande Vitória. Segundo ele, de 1º de janeiro a 31 de outubro de 2014, 3.872 condutores foram flagrados alcoolizados ou se recusaram a fazer o teste do bafômetro. Nesse mesmo período, este ano, esse número saltou para 6.942.

"Antes a blitze eram feitas somente em pontos fixos. Com isso, em pouco tempo os motoristas, principalmente por meio de informações compartilhadas na internet, já sabiam onde tinha fiscalização e acabavam mudando sua rota. A partir de janeiro deste ano, começamos a realizar também as chamadas blitze itinerantes, ou seja, as equipes passaram a circular no entorno de bares, casas de shows, boates e outros estabelecimentos que comercializam bebidas alcoólicas. As blitze em pontos fixos continuam sendo feitas, mas essa mudança ajudou a aumentar significativamente o número de autuações. Não que mais motoristas estejam dirigindo embriagados, mas os que o fazem estão sendo mais flagrados", apontou.

Outros dados da fiscalização do Batalhão de Trânsito:

Total de testes de bafômetro realizados
2014 - 27.750 testes (1,4% motoristas autuados por embriaguez)
2015 - 31.556 testes (2,5% motoristas autuados por embriaguez)

Total de blitze da Lei Seca realizadas
2014 - 1.005 operações
2015 - 998 operações

Total de veículos abordados nas blitze
2014 - 3.2767 veículos
2015  4.305 veículos

Total de acidentes envolvendo motoristas embriagados
2014 - 445 acidentes
2015 - 324 acidentes