• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

China defende direito de cada país determinar controles para internet

Geral

China defende direito de cada país determinar controles para internet

Wuzhen - A presidente da China, Xi Jinping, pediu que cada país tenha individualmente a autoridade para regular a internet, propondo um futuro digital em que os governos possam estabelecer padrões online e desafiar o livre fluxo de informações pelas fronteiras.

Falando a uma plateia internacional no início de uma conferência mundial sobre internet na China nesta quarta-feira, Xi defendeu a visão chinesa de que existe o que o país qualifica como uma soberania da internet, o que significa que outros devem respeitar o direito de uma nação de regular a atividade online como desejar. Ele também disse que nenhum país deve dominar o ciberespaço, um sinal ao argumento da China de que os EUA têm muito poder sobre como a internet é conduzida.

"Nós devemos respeitar o direito dos países individuais de escolher independentemente seu próprio caminho no desenvolvimento cibernético, o modelo de regulação cibernética, e participar na governança internacional em pé de igualdade", afirmou ele. Segundo Xi, nenhum país deve ter hegemonia nem interferir em questões internas de outros, nem apoiar atividades cibernéticas que minem a segurança de outras nações.

A China mantém um controle rígido sobre os discursos online em suas fronteiras e bloqueia o uso de mídias sociais como o Facebook e o Twitter.

Líderes como o primeiro-ministro da Rússia, Dmitry Medvedev, concordaram com a visão chinesa. Segundo Medvedev, a comunidade internacional precisa ter um papel maior para a governança na internet.

A participação de líderes estrangeiros, porém, foi limitada no evento. O presidente do Paquistão e os primeiros-ministros de Casaquistão, Tajiquistão e Quirguistão estavam presentes. Havia ainda nomes de agências regulatórias estrangeiras e de organizações sobre a internet. Fonte: Dow Jones Newswires.