Frente Nusra, braço da Al-Qaeda, liberta soldados libaneses em acordo com Catar

Geral

Frente Nusra, braço da Al-Qaeda, liberta soldados libaneses em acordo com Catar

Redação Folha Vitória

Beirute - A Frente Nusra, braço da Al-Qaeda na Síria, libertou nesta terça-feira 16 soldados e policiais libaneses que foram sequestrados em agosto de 2014, e a ex-esposa do líder do Estado Islâmico, Abu Bakr al Baghdadi, em um acordo mediado pelo Catar.

A Frente Nusra sequestrou os libaneses durante um ataque à cidad

e de Arsal junto com o grupo Estado Islâmico, que supostamente ainda mantém nove soldados presos. Já a mulher foi presa no Líbano no ano passado.

Os militantes levaram os soldados em três picapes para um ponto de encontro, onde seriam entregues à Cruz Vermelha. Militantes mascarados da Frente Nusra acenavam bandeiras pretas da Al-Qaeda.

A rede Al-Jazeera, que é financiada pelo governo do Catar, disse que o pequeno país havia mediado o acordo. A nação do Golfo, um forte apoiador de insurgentes que lutam contra a derrubada do presidente sírio, Bashar Al-Assad, tem uma história de mediar a troca de prisioneiros no Oriente Médio.

Uma autoridade que falou sob condição de anonimato disse que os reféns foram liberados em troca de 13 prisioneiros, incluindo cinco mulheres. Fonte: Associated Press.