• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Chuva permanece no Sul e previsão de temporal na Grande Vitória no final de semana

Geral

Chuva permanece no Sul e previsão de temporal na Grande Vitória no final de semana

No domingo (19), as condições de chuva forte aumentam em toda a faixa leste. O dia será de sol e calor, com possibilidade de temporal, inclusive na Capital

O período chuvoso continua nesta sexta-feira Foto: Divulgação

O friozinho que chegou para aliviar o calor no Espírito Santo deve permanecer durante o final de semana. De acordo com o Instituto Climatempo, nesta sexta-feira (16) o tempo segue nublado, com temperatura baixa e ainda pode chover em todo o Estado. 

No Sul, onde alguns municípios estão sendo atingidos por temporais, a previsão é de chuva para qualquer hora do dia, mas sem alerta de temporal. Em Castelo, município que registrou o maior acumulado nas últimas 24h (78.27), a chuva dá uma trégua e a temperatura fica entre 26º (máx) e 18º (min).

Em Alegre e Cachoeiro de Itapemirim, que também registraram grande volume de chuva, de acordo com o boletim divulgado pela Defesa Civil, a chuva continua nesta sexta, mas bem mais fraca do que nos dias anteriores. 

No sábado (18), áreas de instabilidade provocam pancadas de chuva a qualquer hora do dia na faixa leste capixaba. Nas áreas que fazem divisa com Minas, ocorrem algumas aberturas de sol com possibilidade de chuva forte, que podem vir acompanhadas de raios.

No domingo (19), as condições de chuva forte aumentam em toda a faixa leste. O dia será de sol e calor, com possibilidade de temporal, inclusive na Capital.

>> Veja a temperatura para a sua região!

No domingo (18), apesar da nebulosidade, o tempo volta a ficar abafado e há previsão de pancadas de chuva a partir da tarde em praticamente todo o Estado.

Defesa Civil

Na manhã desta sexta-feira (16), a Defesa Civil Estadual divulgou um novo relatório dos registros das últimas 24 horas em cada município atingido pela chuva. Confira! 

- Afonso Claudio: houve registro de deslizamento de terra e deslizamento de rochas. Uma casa foi danificada e seis pessoas ficaram desalojadas.

- Baixo Guandu: algumas pontes do município foram danificadas e uma casa foi destelhada. Há também acesso restrito ao bairro Rosário I, no interior do município.

- Alegre: houve o desabamento de uma casa e outras 150 ficaram danificadas. 600 pessoas ficaram desalojadas, situação que já foi normalizada. Na chegada de Alegre, no km 2, uma barreira caiu e interditou parcialmente a BR 482. Na saída do município para Guaçuí também caiu árvores, interditando a BR. Na Vila do Sul há casas com riscos de desabamento. Na ES 387, que liga Alegre ao distrito do Café, a estrada está interditada por causa de alagamento.

- Rio Novo do Sul: segundo o coordenador da Compdec, uma enxurrada atingiu o município obstruindo várias vias e acesso à região Serrana e interior. Além disso, a BR 101 encontra-se interditada entre os km 384 e 390 devido a deslizamentos de terra. 

- Conceição do Castelo: foi registrada inundação devido ao aumento do nível do rio, causando o alagamento de várias ruas.

- Piúma: devido à alta vazão do rio oriundo de Iconha, foi necessário abrir um desvio no rio. Foram registrados quatro deslizamentos de terra e 12 quedas de árvores.

- Anchieta: foi registrado alagamento em diversos locais das cidades. A Defesa Civil municipal ainda está levantando dados sobre as ocorrências, mas a situação no município já foi normalizada.

- Alfredo Chaves: devido ao alto volume do rio, houve inundação na cidade. Duas edificações foram destruídas e duas famílias ficaram desalojadas.

- Cachoeiro de Itapemirim: segundo o coordenador municipal de Defesa Civil, foram registradas diversas ocorrências de movimento de massas e quedas de árvore no município. O coordenador ainda está levantando números exatos sobre as ocorrências atendidas no município.

- Presidente Kenedy: foram registradas uma ocorrência de árvore caída na estrada e uma casa foi interditada pela Defesa Civil municipal devido ao risco de desabamento. Duas pessoas ficaram feridas, seis desalojadas e uma edificação ficou danificada.

- Guarapari: foi registrada uma ocorrência de queda de árvore no município. Durante o corte da árvore, o local teve que ser evacuado devido ao alagamento causado pela forte chuva. A Defesa Civil municipal ainda está levantando dados sobre as ocorrências.

- Castelo: deslizamentos de terras atingiram os bairros Garagem, Pouso Alto e Niterói. Rodovias de acesso ao município ficaram parcialmente interditadas. O município ficou sem energia.

- Ibatiba: segundo a Defesa Civil, deslizamentos de terra interditaram estradas na zona rural.

- Pancas: uma forte chuva atingiu o município e deixou várias ruas alagadas. São elas: parte das Avenidas Antônio Cabalini e Laurindo Barbosa. Nenhuma casa foi alagada, uma casa no bairro Nilton Sá teve sua cobertura arrancada, mas ninguém ficou ferido. Vários calçamentos foram arrancados com a força da água em diversos pontos do município.

- Jeronimo Monteiro: o rio que corta a cidade transbordou inundando algumas ruas. Não houve registros de edificações afetadas. No centro da cidade, houve um deslizamento de terra que atingiu uma casa de máquina de um lava jato. O local já foi controlado e liberado.