Presidente da Gâmbia reconhece derrota eleitoral após 22 anos no poder

Geral

Presidente da Gâmbia reconhece derrota eleitoral após 22 anos no poder

Redação Folha Vitória

Banjul, Gâmbia - O presidente da Gâmbia, que governa o país há 22 anos, reconheceu sua derrota eleitoral na noite desta sexta-feira, prometendo deixar o cargo horas depois dos resultados da eleição que levou milhares de pessoas às ruas, em um cenário sem precedentes de desdém de seu mandato.

Com as câmaras gravando, Yahya Jammeh ligou para o vencedor e líder da coalizão opositora, Adama Barrow, para elogiar a eleição e prometer não contestar o resultado. "Allah está me dizendo que meu tempo acabou e eu entrego graciosamente com gratidão ao povo gambiano e a você", disse Jammeh.

Jammeh, um homem que há muito tempo é acusado de conduzir um governo que tortura oponentes e silencia qualquer dissidência, foi jovial na ligação, prometendo ajudar Barrow no período de transição antes de se aposentam em sua terra natal para começar uma nova vida como fazendeiro.

Foi uma reviravolta impressionante de eventos onde críticos alegaram por muito tempo que as votações são fraudadas. Há apenas cinco anos, Jammeh disse que poderia ficar no poder por bilhões de anos. De acordo com a comissão eleitoral, Barrow recebeu 45% dos votos, nesta quinta-feira, contra 36% de Jammeh. Fonte: Dow Jones Newswires.