Primeiro-ministro de Israel chama abstenção dos EUA na ONU de 'vergonhosa'

Geral

Primeiro-ministro de Israel chama abstenção dos EUA na ONU de 'vergonhosa'

Redação Folha Vitória

Jerusalém - O primeiro-ministro de Israel criticou o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, acusando-o de uma ação "vergonhosa" na Organização das Nações Unidas (ONU) sobre os assentamentos na Cisjordânia, e disse que está ansioso para trabalhar com seu "amigo", o presidente eleito Donald Trump.

Benjamin Netanyahu disse neste sábado que Israel rejeita a resolução "delirante" da ONU que exige o fim dos assentamentos israelenses. A decisão passou depois que os EUA, o aliado mais próximo de Israel, se abstiveram de votar.

A abstenção representa uma ruptura na postura histórica dos Estados Unidos. Apesar de se opor aos assentamentos, o país tem tradicionalmente usado seu poder de veto como um membro permanente do Conselho de Segurança para bloquear tais resoluções.

"A administração Obama conduziu uma vergonhosa emboscada anti-Israel na ONU", disse Netanyahu. Ele afirmou que teve conversas com líderes norte-americanos que prometeram agir para reverter a resolução. Fonte: Associated Press