• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Comunidade transforma entorno de valão em jardim, na Praia da Costa

MEIO AMBIENTE

Geral

Comunidade transforma entorno de valão em jardim, na Praia da Costa

São os próprios moradores do bairro que plantam as árvores frutíferas e conservam o gramado e o viveiro de pássaros

Andressa Missio

Redação Folha Vitória
Foto: Andressa Missio

As árvores e o gramado afastam - ao menos temporariamente - a má impressão que a maioria dos capixabas tem ao passar pelo Canal da Costa, mais conhecido como valão da Terceira Ponte. Um oásis em meio a um ambiente hostil. Afinal, tratava-se de um rio que se transformou em esgoto a céu aberto.

Nesse pequeno trecho, o jardim é cuidadosamente conservado pelos moradores do entorno. Entre eles está seu Carlos Roberto, o Robertinho da MUG, presidente da escola de samba Mocidade Unidos da Glória. "Moro há quase 40 anos em frente ao canal e, de lá pra cá, cuido do jardim diariamente. Hoje temos árvores frutíferas, como as de tamarindo, araçaúna, limoeiro e acerola", conta Robertinho.

Passarinhos também aparecem vez ou outra por lá, num viveiro informal. São atraídos pela canjiquinha e pelo alpiste, colocados estrategicamente pela vizinhança. O ambiente tem flores e até dissipa um pouco o mau cheiro do valão.

Foto: Andressa Missio

"Levamos anos para construir esse ambiente. Já replantamos tudo três vezes, a cada nova obra da prefeitura", diz Robertinho. O filho dele, Steveen Rios Ribeiro, servidor público da Ufes, tem 36 anos e acompanha o empenho do pai desde que se entende por gente. "Meu pai sempre cuidou, plantou, limpou, e até investiu muito no local, já que algumas vezes precisa contratar jardineiro para fazer alguns serviços", explica.

A professora aposentada Celina Cardoso é mais uma apaixonada pelo jardim à beira do canal. Além de regar as plantas, ela decora as pequenas árvores com enfeites coloridos, ainda que outros, menos desavisados, considerem o local um lixão, despejando garrafas de cerveja, plástico e até entulhos à revelia. Um contraste entre o cuidado e o desprezo.

Foto: Foto: Andressa Missio

Mas os moradores estão preocupados após receberem a notícia de que uma nova obra será realizada pela Prefeitura de Vila Velha. "A máquina vai tirar o que levamos anos para conservar. Mas, se vier algo para o bem da comunidade, tudo bem. Levamos as árvores para um sítio", comenta com certa tristeza seu Robertinho.

As obras ainda não começaram e a Prefeitura de Vila Velha não confirma o que será feito no local. No entanto, informou que, caso seja necessária alguma intervenção para readequação do Canal da Costa, irá refazer a jardinagem, doando mudas de plantas e ajudando na mão de obra.