Média diária de infectados pela covid-19 no ES já é maior que na 1ª fase da pandemia, diz Casagrande

CORONAVÍRUS

Geral

Média diária de infectados pela covid-19 no ES já é maior que na 1ª fase da pandemia, diz Casagrande

De acordo com o governador, a média de infectados por dia no estado está hoje em 1,7 mil, aproximadamente, considerando os últimos 14 dias

Foto: Reprodução

A média diária de casos de covid-19 registrados no Espírito Santo está maior agora do que no primeiro ápice da doença, na metade do ano. A afirmação foi feita pelo governador Renato Casagrande, durante um pronunciamento feito na tarde desta quarta-feira (30).

De acordo com Casagrande, a média de infectados por dia no estado está hoje em 1,7 mil, aproximadamente, considerando os últimos 14 dias.

Com relação à média diária de mortes, Casagrande afirmou que ela cresceu nos últimos meses, mas que não chegou a atingir a registrada nos meses de junho e julho, principalmente.

Segundo o governador, na primeira fase da doença, a média móvel de mortes diárias, em 14 dias, chegou a 36. Com a desaceleração da doença, entre agosto e setembro, essa média caiu para 9. Atualmente, com base em dados registrados até esta terça-feira (29), a média diária de óbitos no estado está em 26,9.

"O número de óbitos não é maior que na primeira fase, mas está crescendo. E o número de pessoas contagiadas já é maior do que na primeira fase", destacou Casagrande.

Turistas

O governador também demonstrou preocupação com a possibilidade do aumento significativo do número de pessoas no Espírito Santo, durante as festividades de fim de ano e ao longo de todo o verão, especialmente nas cidades litorâneas, que são mais procuradas pelos turistas nesta época.

Casagrande fez um apelo para que turistas não venham para o estado caso não tenham um local seguro para ficar e evitar a contaminação pelo coronavírus. "Queremos receber muito bem as pessoas no nosso estado. Mas só venham para cá se vocês vierem para um lugar seguro. Se não vierem para um lugar seguro, por favor não venham, porque vocês vão colocar suas vidas em risco e de outras pessoas. Queremos que vocês venham, mas venham sabendo para onde vocês estão indo, veja se o local onde você vai ficar tem possibilidade de se manter em ambiente seguro", pediu o governador.

"A gente pede para que se evite aglomeração, por favor. É na aglomeração, especialmente em ambientes fechados, que o vírus se transmite com muita facilidade, com muita eficiência. Então todos são muito bem vindos. Mas só venham se tiverem, de fato, um local que seja seguro para vocês curtirem, descansarem e, ao mesmo tempo, se protegerem e protegerem a vida de outras pessoas", concluiu.

Confira o pronunciamento na íntegra: