Família não reconhece médico desaparecido em imagens divulgadas pela polícia

Geral

Família não reconhece médico desaparecido em imagens divulgadas pela polícia

Procura pela médico capixaba continua em São Paulo, e família desacredita nas imagens divulgadas pela Polícia paulista como sendo Roberto Gomes

Família desconhece supostas imagens do médico Foto: TV Vitória

Há 13 dias a família do médico Roberto Gomes continua as buscas em São Paulo. Nesta quinta-feira (11) o genro do oncologista, Magnos Martinello, revelou que a família não reconhece o doutor nas imagens divulgadas pela polícia de São Paulo na quarta-feira (10).

“A imagem não é dele, não é o jeito dele andar, o homem da imagem é muito diferente do Roberto”, falou Magnos.

As imagens são de câmeras de um estacionamento e mostram um homem parecido com o médico andando pelas ruas do Centro de São Paulo, no dia 05, uma semana após seu desaparecimento, na avenida Paulista, após fazer check-out no hotel que estava hospedado. 

As investigações seguem em São Paulo sem nenhuma novidade até o momento. 

O DESAPARECIMENTO

>> O médico oncologista Roberto Gomes saiu do Espírito Santo para São Paulo na quarta-feira, 26 de novembro, onde participou do lançamento de um livro que ajudou a escrever sobre a prevenção do câncer.
>> O oncologista participou do lançamento do livro que aconteceu na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp). Mesmo parecendo bem, Roberto teria dito a um colega que estava sentindo-se mal.
>> Na sexta-feira, dia 28 de novembro, o médico entrou em contato com a família pela última vez antes do desaparecimento. Para a esposa, Roberto teria dito que tentaria adiantar o voo, para voltar para Vitória antes do previsto.
>> Já sem entrar em contato com a família, na última segunda-feira (2), a polícia começou a investigar o caso. Mesma data em que o filho do médico chegou a São Paulo para acompanhar as investigações no Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).
>> No mesmo dia, a polícia divulgou imagens do último registro do médico Roberto Gomes, saindo do hotel, às 11h54 da última sexta-feira (28), com sacolas plásticas. A investigação revelou, também, que o último gasto no cartão de crédito foi a compra da passagem de volta para Vitória.
>> Nesta quarta-feira (3), a esposa do médico também foi a São Paulo ajudar nas buscas do paradeiro do oncologista. Os filhos do médico também estão em São Paulo à procura de Roberto em hospitais, além de acompanhar as investigações.
>> A polícia trabalha com duas suspeitas: sequestro e mal súbito. Policiais pretendem identificar nas imagens se o oncologista entrou em algum veículo ou passou mal.