Capixabas enfrentam dificuldades para pegar ônibus nesta segunda-feira. Saiba o motivo!

Geral

Capixabas enfrentam dificuldades para pegar ônibus nesta segunda-feira. Saiba o motivo!

De acordo com o presidente do Sindicato dos Rodoviários (Sindirodoviários) Carlos Roberto Louzada, apenas 30% dos coletivos circulam nas ruas da capital

Ponto de ônibus em Planalto Serrano, na Serra Foto: Divulgação

Os motoristas do sistema Transcol cruzaram os braços na manhã desta segunda-feira (21), na Grande Vitória. A princípio, segundo o presidente do Sindicato dos Rodoviários (Sindirodoviários) Carlos Roberto Louzada, o motivo da paralisação é o atraso quinzenal do salário dos trabalhadores. 

De acordo com Carlos, apenas 30% dos coletivos circulam nas ruas da capital. Maguila disse ainda que vai passar nas garagens para conversar com os rodoviários e tomar as decisões sobre como ficará o movimento nesta manhã. O pontos de ônibus ficaram lotados e muitas pessoas aguardam a achegada dos coletivos desde às 5 horas; 

A Companhia de Transportes Urbanos da Grande Vitória (Ceturb-GV) informou, por meio de nota, que foi pega de surpresa com a greve dos rodoviários que estão impedindo a saída de parte da frota nas garagens. A Companhia disse que espera que patrões e empregados cheguem logo a uma solução, para não prejudicar a população que usa o transporte público. A Ceturb-GV colocou em prática um plano de operação para circular com a frota disponível e evitar, assim, a descontinuidade do serviço.

A diretora de operações da Ceturb, Rosane Gilberti, disse que espera que a situação seja resolvida o mais breve possível. “Esperamos que a situação seja resolvida o mais rápido possível. Estamos tentando minimizar o impacto que a população está sentindo. Existe uma relação contratual com os consórcios e vamos analisar quais as sanções aplicadas nesse caso. O serviço não pode ser continuado e a população não pode ser prejudicada”.