• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Emma Watson quer começar um clube do livro sobre feminismo e pode contar com a ajuda de J.K. Rowling e Taylor Swift!

Entretenimento

Emma Watson quer começar um clube do livro sobre feminismo e pode contar com a ajuda de J.K. Rowling e Taylor Swift!

Sempre que pode, a estrela encoraja garotas e ensina a melhor forma de lidar contra o machismo, ainda mais depois que se tornou embaixadora sobre o assunto na Organização das Nações Unidas

Emma Watson é realmente um exemplo a ser seguido! A eterna Hermione de Harry Potter, que inclusive aprovou a atriz que irá reviver a personagem no teatro, tornou-se uma das vozes de uma geração de mulheres ao se afirmar como feminista.

Sempre que pode, a estrela encoraja garotas e ensina a melhor forma de lidar contra o machismo, ainda mais depois que se tornou embaixadora sobre o assunto na Organização das Nações Unidas. Agora, por meio do Twitter, ela anunciou que irá começar uma espécie de clube do livro para falar sobre o feminismo. Antes de anunciar a escolha final, Our Shared Shelf, Emma pediu sugestões de nome aos seus seguidores:

Oi, time! Quero começar um clube do livro sobre feminismo, mas até agora só consegui pensar Clube do Livro Feminista e Clube do Livro da Emma Watson.

Segundo informações do The Guardian, os fãs da atriz logo começaram a sugerir nomes, como por exemplo, Wats Up Fems, Hermione's Army e Watson Your Shelf. Pouco tempo depois, ela agradeceu a ajuda:

Obrigada a todos que sugeriram ideias e sugestões. Isso foi MUITO legal da parte de vocês. Mais informações chegarão em breve...

Ainda de acordo com a publicação, Emma afirmou que irá tentar recrutar J.K. Rowling, autora de Harry Potter, e também Taylor Swift, para se juntar ao seu clube do livro. Além disso, a atriz obteve respostas de atrizes e outras pessoas famosas, que gostaram bastante de sua ideia.

Em seu Facebook, Emma explicou ainda mais sobre esse seu novo projeto:

Como parte de meu trabalho com as mulheres das Nações Unidas, eu comecei a ler o máximo de livros e trabalhos sobre igualdade que eu conseguia. Há tantas coisas incríveis por aí! Engraçadas, inspiradoras, tristes, que te provoca a pensar, empoderadoras! Eu tenho descoberto tantas coisas que, às vezes, sinto que minha cabeça está prestes a explodir... Decidi começar um clube do livro feminista, já que quero compartilhar o que estou aprendendo e quero ouvir suas opiniões também.

Ela continua:

O plano é selecionar e ler um livro por mês e então discutir a publicação durante a última semana do mês (para dar tempo de todo mundo ler!). Postarei algumas perguntas/citações para começar, mas adoraria que isso se tornasse uma discussão aberta com e entre vocês. Sempre que possível, eu gostaria de ter o autor ou outra voz relevante sobre o assunto, se juntando à conversa.