CCZ vai pedir autorização no MP de Cachoeiro para disponibilizar adoção de cachorro agredido por idosa

Geral

CCZ vai pedir autorização no MP de Cachoeiro para disponibilizar adoção de cachorro agredido por idosa

O animal permanece internado em um clínica particular do município e tem apresentado melhoras significativas no quadro de saúde. Ele já anda e se alimenta normalmente

Ambrósio, o cachorro agredido pela dona em Cachoeiro, já faz passeio com funcionários da clínica Foto: ​Divulgação

O Centro de Controle de Zoonoses de Cachoeiro de Itapemirim vai buscar uma autorização judicial junto do Ministério Público (MP) para disponibilizar para adoção o cachorro Ambrósio, que sofreu agressões da própria dona, uma idosa de 70 anos, no último dia 28 de julho, no município.

A decisão se o animal retorna para a dona ou será encaminhado para adoção deverá ser avaliado no MP. Para impedir que ele seja devolvido à idosa, os cachoeirenses estão se mobilizando pela internet pedindo que as denúncias de maus tratos da idosa com Ambrósio e os outros dois cachorros, também recolhidos pelo CCZ, sejam feitas diretamente no MP do município.

Ambrósio segue internado em uma clínica particular do município, sob os cuidados do médico veterinário Marcos Lesqueves. O animal apresenta um quadro de melhora significativa e já passeia com os funcionários na clínica. Além disso, ele se alimenta e bebe água normalmente. 

Na segunda-feira (8), o olho do animal será avaliado por um oftalmologista para analisar se terá problemas com a visão. Quanto à fratura na cabeça, o veterinário disse que é preciso aguardar mais um pouco antes de qualquer diagnóstico. 

A idosa que espancou o cachorro será convocada para prestar depoimento na Comissão Contra os Maus-Tratos de Animais no Estado do Espírito Santo. O depoimento será prestado no próximo dia 17, às 17 horas, na Câmara de Vereadores de Cachoeiro.