• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Ferro velho pega fogo, mata animais e chamas atingem residência na Serra

Geral

Ferro velho pega fogo, mata animais e chamas atingem residência na Serra

As chamas foram controladas por uma equipe do Corpo de Bombeiros. As chamas destruíram fios de energia elétrica, móveis e todo o material do ferro velho

O dono do ferro velho acredita que o incêndio foi criminoso Foto: TV Vitória

Um incêndio em um ferro velho que também era depósito de materiais recicláveis no bairro Novo Porto Canoa, na Serra, destruiu tudo o que estava no local. As chamas atingiram residências e fios de energia elétrica. O incêndio aconteceu por volta das 12h30 desta terça-feira (28).

A casa da aposentada Antônia Matos foi atingida pelas chamas. Ela estava na residência almoçando com a família e saiu correndo. Apesar do desespero, foi possível tirar alguns móveis de dentro da casa que é anexa ao depósito. 

“Eu saí e pedi socorro, falei com o rapaz para ligar para os bombeiros. Ele ligou mas os bombeiros demoraram muito e queimou tudo”.

De acordo com relatos de testemunhas para os militares do Corpo de Bombeiros, o fogo começou próximo ao portão do depósito. Os vizinhos do local ficaram assustados com a altura das chamas, se mobilizaram e correram para ajudar a salvar alguns pertences e os animais. 

“O fogo estava muito alto e aí corremos para ajudar, mas morreram galinhas e cachorros”, disse o estudante Gabriel Souza. 

Jair Nunes é dono do terreno e também da casa queimada. Ele acredita que o incêndio foi criminoso. 

“Um ex-funcionário meu me chamou dizendo: ‘Seu Jair esta pegando fogo’, quando eu fui ver só deu tempo de salvar os caminhões e u menino viu um ex-empregado que eu tinha despedido hoje pulando o muro”. 

Apesar da certeza do proprietário do local, o tenente Diógenes do Corpo de Bombeiros afirma que as causas do incêndio serão investigadas. 

“É uma área com diversos tipos de materiais combustíveis e não é possível identificar onde começou o incêndio e terá que ser feito um trabalho de perícia”.

>>Veja o vídeo<<