Rio Muqui sobe rapidamente e 70 famílias deixam suas casas em Atílio Vivácqua

Geral

Rio Muqui sobe rapidamente e 70 famílias deixam suas casas em Atílio Vivácqua

Esta é a pior enchente registrada no município desde 1989. Várias ruas continuam alagadas e 70 famílias precisaram deixar suas casas. A Defesa Civil está percorrendo os bairros

O nível do rio Muqui subiu rapidamente e alagou várias ruas em Atílio Vivácqua, atingindo cerca de 70 famílias Foto: ​Reprodução

Uma tromba d'água que atingiu o município de Atílio Vivácqua, durante a madrugada desta quinta-feira (9), deixou várias ruas alagadas. O nível do rio Muqui, que corta a cidade, subiu rapidamente e atingiu cerca de 70 famílias. Os locais mais atingidos são a Beira Rio e a Ilha.

De acordo com o coordenador da Defesa Civil, João Abreu, o rio começou a subir por volta das 05 horas, deixando várias residências alagadas. “O rio já começa a baixar, mas estamos cautelosos com a possibilidade de mais chuvas para a região”, comenta.

Moradores de prédios ajudaram os vizinhos levando móveis, roupas e eletrodomésticos para suas casas. Segundo a Defesa Civil essa é a maior enchente registrada no município desde 1989. Das quatro pontes que cortam a cidade, três estão interditadas. Muitos moradores estão ilhados.

A Defesa Civil está percorrendo os bairros e ajudando os moradores que foram prejudicados. O balanço dos prejuízos da chuva serão divulgados no fim do dia.