• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Ministro do Meio Ambiente vem ao ES para velório de capixaba morto em acidente aéreo

Geral

Ministro do Meio Ambiente vem ao ES para velório de capixaba morto em acidente aéreo

Ele lamentou as mortes e afirmou que as autoridades estão estudando formas para aperfeiçoar o trabalho das equipes. O servidor também será homenageado pelo Vasco

O ministro acompanhou a cerimônia Foto: TV Vitória

O ministro do Meio Ambiente, Sarney Filho, veio ao Espírito Santo para participar do velório do servidor do Ibama Olavo Perim Galvão, de 35 anos, que morreu no começo dessa semana depois de um acidente aéreo. Familiares da vítima se reuniram em um cemitério particular da Serra para se despedir do agente ambiental. Carregando bandeiras do time de futebol que ele torcia, amigos também estiveram no local.

Colegas de trabalho, policiais e homens do exército permaneceram próximos a igreja onde o corpo foi velado. Olavo trabalhava há 12 anos no Ibama e morreu carbonizado depois de um acidente aéreo, ocorrido na última segunda- feira (3), em Roraima. 

Durante a cerimônia de despedida, o corpo do servidor permaneceu em um caixão lacrado com a bandeira do Brasil. De acordo com informações de parentes próximos, o agente que torcia para o Vasco da Gama e será homenageado pelo clube durante uma partida de futebol. Além de amigos, autoridades políticas também participaram do velório do servidor.

O ministro lamentou as mortes e afirmou que autoridades estudam formas de aperfeiçoar o trabalho das equipes que saem em missões externas em regiões fora dos grandes centros. 

“Foi uma tragédia de grandes dimensões. Olavo e seus dois outros companheiros que morreram são heróis da causa ambiental. Dentro do Ibama ele era muito querido por todos os funcionários. Nós vamos rever determinadas regras para que os fiscais quando entrarem em aeronaves que não sejam do Ibama seja feito um protocolo para dar mais segurança, porque todos nós sabemos que aquela região é difícil”, destacou.