Ladrões utilizam tecnologia para roubar carros na Grande Vitória

Polícia

Ladrões utilizam tecnologia para roubar carros na Grande Vitória

Segundo a polícia, alguns criminosos têm utilizado um aparelho capaz de bloquear o sinal dos controles de alarme dos veículos. Rapaz conta que quase foi vítima do golpe nesta semana

Aparelho bloqueia o sinal do controle da trava do veículo Foto: TV Vitória

Um aparelho capaz de bloquear o sinal dos controles de alarme dos veículos está preocupando motoristas. Segundo a polícia, bandidos especializados em furtos de veículos se aproveitam de momentos de distração dos motoristas, que se esquecem de checar se o carro realmente foi fechado após o acionamento do alarme, e conseguem ter acesso ao interior dos automóveis tranquilamente.

O técnico em telefonia Holssen Thint Félix acredita que quase foi vítima desse tipo de crime nesta semana, na Serra. Ele conta que foi a um supermercado em Laranjeiras, na última segunda-feira (02), e, após estacionar o carro e acionar o alarme, pelo controle remoto, percebeu algo estranho. Segundo ele, mesmo a uma distância pequena do veículo, as travas não responderam ao comando e o carro permaneceu aberto. 

Intrigado, Holssen vasculhou o veículo em busca de alguma coisa que pudesse estar impedindo o fechamento das portas, mas não encontrou. Minutos depois, o alarme voltou a funcionar. 

"Esse alarme, uma vez que você aperta ele várias vezes, ele dispara automaticamente, e nem disparar o alarme do carro disparou. Ou seja, o alarme estava bloqueado mesmo", contou.

O técnico em telefonia acredita que foi vítima de bandidos especializados em furtos de veículos. "Eu acredito que existia alguém ali próximo com um aparelho capaz de bloquear o alarme do carro", frisou.

Holsen conta que, no mesmo dia, havia recebido um vídeo que se espalhou pelas redes sociais. Nas imagens, um policial mostra um aparelho capaz de bloquear o sinal do alarme dos veículos. 

De acordo com a Polícia Civil, até agora nenhum aparelho como esse foi apreendido no Espírito Santo. Segundo o delegado Erico Mangaravite, a tecnologia utilizada pelos bandidos chama a atenção.

"Ele funciona bloqueando a frequência do aparelho que é utilizado pelo proprietário do veículo, ou seja, é uma espécie de interferência. Quando a pessoa estaciona o veículo e aperta o seu controle, para travar o veículo, o criminoso, ao mesmo tempo, utiliza o aparelho dele e isso provoca uma espécie de interferência. Por consequência disso, o veículo da vítima acaba não travando", explicou.

O delegado orienta a população a ficar sempre atenta, principalmente ao entrar e sair do veículo. "Se você estacionar o seu veículo e dispõe de um dispositivo de trava, certifique-se de que realmente o veículo está travado. O criminoso prefere atuar nas situações em que a ação dele é mais fácil, ou seja, a vítima está desatenta, no telefone celular, dentro do carro conversando com outra pessoa. Tudo isso gera, a favor do criminoso, o chamado efeito surpresa. Quando a vítima se depara com o criminoso, ela relata que foi surpreendida com aquela atuação", ressaltou Mangaravite.