• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Crime de execução teria motivado tiroteio no Moscoso, diz delegado

Polícia

Crime de execução teria motivado tiroteio no Moscoso, diz delegado

De acordo com a Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), duas das vítimas dos disparos possuem passagem pelo sistema prisional

Foto: Reprodução/TV Vitória

Outras duas vítimas do tiroteio ocorrido no Morro do Moscoso na noite desta segunda-feira (14) foram identificadas pela polícia. Wemerson da Silva Lima, de 23 anos, morto durante o ocorrido, possui passagem pelo sistema prisional, com alvará de soltura desde 2016.

Já um outro indivíduo, de 28 anos, que ficou ferido durante o incidente, também possui passagem pelo presídio e foi solto em 2017. O chefe do Departamento Especializado de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), José Lopes, revela que os investigadores trabalham com a hipótese de crime encomendado.

"Trata-se de um crime de execução e nenhuma motivação é descartada. A Polícia Civil vai de maneira incansável investigar o fato e prender todos os envolvidos nesse crime", conta o delegado.

Saiba mais

O tiroteio ocorrido nos morros da Piedade e do Moscoso na noite de segunda-feira (14), em Vitória, deixou três pessoas mortas e duas baleadas. De acordo com a Polícia Militar, três das cinco vítimas não tinham passagens anteriores pela Justiça.

Na manhã desta terça-feira (15), o tio de uma das vítimas esteve no local onde se concentrava a polícia para entrevista à Rede Vitória. Emocionado e bastante abalado com a morte do sobrinho, ele disse poucas palavras. "Isso é uma vergonha. Meu sobrinho está morto", lamentou.

Com relação ao crime, o coronel Sartório, da Polícia Militar, afirmou que a apuração já está sendo realizada. "A Polícia Militar, através de seus setores de inteligência, já está trabalhando para dar uma resposta o mais breve possível. Para a comunidade já existe um policiamento dedicado na região. Um ataque como este é difícil de prever e estar em todos os lugares ao mesmo tempo. As patrulhas estarão atuando para pacificar a região", afirmou.

As três pessoas que morreram estavam na pracinha do Morro do Moscoso quando o tiroteio começou. Um homem foi baleado no rosto e uma adolescente de 15 anos foi atingida por dois disparos. Ela seria namorada de um dos rapazes que morreu. Os baleados foram levados ao hospital por vizinhos.

O tiroteio aconteceu pouco depois das 20 horas. Com medo, muitos deles deixaram as casas e buscaram abrigo no centro comunitário. Ainda de acordo com populares, seriam suspeitos armados do Bairro da Penha, que passaram pelo Morro da Fonte Grande até chegar na Piedade, e também no Morro do Moscoso.

Quando a ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) chegou, os baleados já haviam sido socorridos. O reforço da Força Tática chegou por volta de 21h. Segundo a polícia, várias cápsulas foram encontradas no chão.

Com a presença da polícia, alguns moradores se arriscaram a subir. Com medo, outros fizeram o caminho inverso. Policiais do Departamento Especializado de Homicídios e Proteção à Pessoa estiveram no local apurando o caso. Os corpos foram recolhidos e encaminhados ao Departamento Médico Legal (DML) de Vitória.