Goleiro Bruno faz declaração sobre o caso Eliza Samudio

Polícia

Goleiro Bruno faz declaração sobre o caso Eliza Samudio

Bruno foi condenado a 22 anos e 3 meses. Ele foi culpado pelo júri de homicídio, ocultação, sequestro e cárcere privado

Foto: Reprodução

O goleiro Bruno falou com exclusividade ao Domingo Espetacular, da Record TV, no domingo (26), e fez uma declaração que pode provocar uma reviravolta no caso do assassinato da modelo Eliza Samudio. Foi a primeira entrevista dele desde que deixou a cadeia para cumprir a pena em regime semiaberto, em julho de 2019. 

"Nunca foi por causa de pensão alimentícia. A situação vai muito mais além do que você possa imaginar e se me perguntar eu não vou te responder porque não posso. Eu não vou falar, mas ela é vítima, tem pessoas do processo que foram vítimas. Foi uma situação que saiu do meu domínio, não estava no meu comando", afirmou. 

Investigações apontam que Luis Henrique Romão, conhecido como 'Macarrão', obrigou a modelo a tomar uma substância para induzir o aborto. No entanto, isso não aconteceu e, a partir daí, as ameaças tiveram início. Ainda segundo as investigações, Marcos Aparecido dos Santos e Macarrão, levaram Eliza ao sítio onde ocorreu o crime. 

>>> Acompanhe o Folha Vitória no Instagram!

Bruno foi condenado a 22 anos e 3 meses. Ele foi culpado pelo júri de homicídio, ocultação, sequestro e cárcere privado. Sobre a volta aos campos, ele desabafou sobre a falta de oportunidade. 

"O que eu estou buscando é uma oportunidade de trabalhar, de recomeçar a minha vida. É uma pergunta que eu faço para mim mesmo. Por que eu não posso voltar a fazer o que eu amo fazer? A sociedade é a primeira a cobrar daquela pessoa que ela tem que trabalhar. Mas ao mesmo tempo que ela cobra, ela não dá oportunidade"

Com informações do Portal R7.