Suspeito de assaltar mulheres com arma falsa é detido por segurança de supermercado

Polícia

Suspeito de assaltar mulheres com arma falsa é detido por segurança de supermercado

As vítimas chegavam no trabalho quando foram abordadas pelo homem

Estadão Conteúdo

Redação Folha Vitória
Foto: Divulgação

Duas mulheres foram assaltadas, na tarde desta terça-feira (05), quando chegavam em um supermercado onde trabalham, no bairro Mata da Praia, em Vitória. As vítimas foram surpreendidas por um criminoso que estava de bicicleta e com uma arma falsa. 

De acordo com uma das vítimas, o suspeito agiu de forma violenta e teria ameaçado as duas mulheres de morte.  No meio da confusão, o suspeito chegou a jogar uma das vítimas contra a parede. O homem queria, a todo custo, que ela entregasse o celular para ele.  

"Estávamos indo para o trabalho. Ele apareceu em uma bicicleta e seguiu a gente. Quando estávamos chegando no estacionamento, ele chegou mais perto e disse para gente não gritar e nem correr, senão ia atirar em nós", contou uma das vítimas. 

O crime aconteceu por volta de 12h. Assim que conseguiram fugir do suspeito, as vítimas correram para dentro do supermercado. Desesperadas, elas foram aparadas por colegas. 

Um segurança que trabalha no local foi atrás do suspeito. "Elas chegaram assustadas. Eu peguei as características do suspeito e fui atrás dele com um colega de moto. Eu estava na garupa. Quando passávamos pela avenida Fernando Ferrari, vi ele no sentido contrário. Demos a volta e conseguimos deter ele próximo da avenida Adalberto Simão Nader, até a chegada da polícia", contou.

A Polícia Militar foi acionada. Com o suspeito foi encontrada uma arma falsa. Ele foi levado para a Delegacia Regional de Vitória. A bicicleta utilizada para cometer o crime também foi apreendida pela polícia. 

O segurança, que trabalha há 21 anos na região, disse que assaltos têm se tornados frequentes na região. Para as funcionárias que sofreram o assalto fica o medo de serem vítimas da criminalidade. "Toda vez que eu lembro, começo a tremer e me dá vontade de chorar. Não desejo isso para ninguém", disse. 

*Com informações do repórter Vitor Moreno, da TV Vitória/Record TV.