Dois amigos são assassinados a tiros e homem de 53 anos é vítima de bala perdida em Vila Velha

Polícia

Dois amigos são assassinados a tiros e homem de 53 anos é vítima de bala perdida em Vila Velha

A Polícia Civil informou que o caso seguirá sob investigação da Divisão Especializada de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) de Vila Velha

Foto: Leitor | Whatsapp Folha Vitória

Dois amigos foram assassinados a tiros na tarde do último sábado (15), em Riviera da Barra, Vila Velha. O alvo dos disparos, segundo a polícia, seria um adolescente de 16 anos. No momento do tiroteio, um homem de 53 anos também acabou ferido. 

Uma das vítimas é Gildson Santos da Conceição, de 24 anos. Ele era dono de um lava-jato e morreu na frente da casa da família, por volta das 17h20. O adolescente, que era amigo de Gildson e cresceu com ele no bairro, morreu na hora.

Testemunhas contaram que o Gildson estava embaixo de uma árvore, conversando com o idoso e mais dois amigos, quando o adolescente chegou e os cumprimentou. Logo depois, um carro prata se aproximou e três homens encapuzados efetuaram os disparos. 

Leia também: Criança de 4 anos é baleada no Sul do ES e transferida de helicóptero para hospital de Vitória

Gildson foi atingido por um tiro na cabeça e conseguiu correr cerca de 25 metros, mas acabou caindo na calçada, em frente a casa de um vizinho. 

Ambulâncias do Samu foram acionadas, mas o jovem e o adolescente já estavam sem vida. Várias outras pessoas estavam na rua no momento do crime, inclusive uma criança de 11 anos, que se escondeu atrás de um poste no momento dos tiros.

O senhor que foi atingido por um tiro na perna, correu para dentro da casa de um morador. Após o crime, os suspeitos fugiram em alta velocidade e colidiram contra uma calçada ao fazerem a curva. 

Com o acidente, eles abandonaram o veículo e fugiram para dentro de uma mata. Um helicóptero do Notaer auxiliou nas buscas, mas eles não foram localizados.

Testemunhas contaram que o adolescente que morreu tinha envolvimento com o tráfico de drogas e essa pode ser uma das motivações para o crime. 

Leia também: Esquema milionário: mais um empresário suspeito de lavagem de dinheiro é preso no ES

Já Gildson, teria morrido à toa. Ele era muito conhecido no bairro, e além de ser dono de um lava-jato, ainda fazia trabalhos como modelo e estava estudando para ser técnico de enfermagem. 

Muito abalada, a família preferiu não gravar entrevista, mas contou à equipe de reportagem da TV Vitória/Record TV, que o jovem não tinha envolvimento com nada. 

O corpo dele foi enterrado na tarde de domingo. Já o enterro do adolescente, aconteceu na manhã desta segunda-feira (17).

Em nota, a Polícia Civil informou que o caso seguirá sob investigação da Divisão Especializada de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) de Vila Velha. 

Até o momento, nenhum suspeito foi detido.

Com informações da repórter da TV Vitória/Record TV, Rafaela Freitas.


Pontos moeda