Suspeito de ostentar produtos roubados nas redes sociais é preso em Cachoeiro

Polícia

Suspeito de ostentar produtos roubados nas redes sociais é preso em Cachoeiro

Fabiano Augusto é investigado por vários crimes, além da possível participação em um dos homicídios em Piúma e assalto a um supermercado de Cachoeiro durante o carnaval

Fabiano Augusto morava no Novo Parque, em Cachoeiro, onde foi preso na noite de quinta (11). Foto: Divulgação/PC

Um jovem, acusado de ostentar produtos roubados nas redes sociais, foi preso na noite da última quinta-feira (11), no bairro Novo Parque, em Cachoeiro de Itapemirim.

De acordo com a polícia, Fabiano Augusto Sartori Barbosa, de 21 anos, foi preso em sua própria residência durante o cumprimento de um mandado de busca e apreensão.

Dois crimes cometidos pelo jovem já foram elucidados, sendo um deles a duas vítimas abordadas em um ponto de ônibus de seu próprio bairro, Novo Parque, para roubar dois aparelhos de celular, e outro a um salão de beleza em que as proprietárias e clientes tiveram roubados celulares, joias e R$ 880 em dinheiro.

Fabiano também é apontado como autor de roubos a vários estabelecimentos comerciais de Cachoeiro.

Mais crimes investigados

O delegado titular da Depatri, Augusto Giorio, investiga a ligação de Fabiano com outros crimes, inclusive ao homicídio de Douglas Almeida Ramos, o "Bob", em Piúma, durante o carnaval. Fabiano e Bob teriam morado juntos por um tempo, até se desentenderem e retornarem à casa de seus pais, respectivamente. “A suspeita é de que a discussão que resultou na morte do Bob seja por divergências na hora de dividir uma quantia em dinheiro, produto de um roubo que estamos investigando”, explicou o delegado.

Fabiano trabalhava há 4 anos em um supermercado, no bairro Nova Brasília, em Cachoeiro. 

Fabiano roubava e depois ostentava os produtos de roubo em rede social. Foto: Reprodução Facebook/Fabiano Augusto.

Agressividade e vaidade

Fabiano Augusto é investigado por vários assaltos nas ruas de Cachoeiro e a outros comércios. Segundo a polícia, ele tinha o hábito de roubar e exibir os materiais em redes sociais da internet. Sua preferência era por celulares, joias e dinheiro.

Segundo o delegado, as vítimas relatam atitudes de violência e muita agressividade de Fabiano durante os assaltos. “Ele abordava as vítimas sempre armado e usando de muita agressividade, ameaçando-as de mais violência”, relatou Giorio.

Pontos moeda