Preso marido acusado de matar professora e balear vizinho por ciúmes em Aracruz

Polícia

Preso marido acusado de matar professora e balear vizinho por ciúmes em Aracruz

Pedro Guilherme Adalmo, de 65 anos, se apresentou à polícia e confessou ter cometido o crime. Valcinea Ribeiro foi encontrada morta em uma mata de eucalipto

Pedro Guilherme se entregou à Polícia Civil de Aracruz na manhã desta terça-feira Foto: Divulgação/PC

Acusado de matar a própria esposa, a professora Valcinea Ribeiro da Silva, de 39, em Aracruz, norte do Estado, Pedro Guilherme Adalmo, de 65 anos, se entregou a polícia na manhã desta terça-feira (10). Ele se apresentou na Delegacia de Crimes Contra a Vida (DCCV) de Aracruz e confessou ter cometido o crime. Contra ele, havia um mandado de prisão em aberto desde a semana passada.

Segundo o delegado responsável pelo caso, Leandro Barbosa, o crime foi cometido porque o acusado acreditava que Valdineia o traía. Além de matar a professora, o homem baleou um vizinho, que ele acreditava ter um caso com a esposa.

Ainda de acordo com o delegado, Pedro Guilherme tentou se esconder da polícia, mas quando percebeu que o cerco estava se fechando, resolveu se entregar. O acusado foi encaminhado para o Centro de Detenção Provisória de Aracruz.

Valcinea foi encontrada morta com seis tiros, em uma mata de eucalipto próxima à Vila do Riacho. Ela dava aula no município e tinha quatro filhos. O crime aconteceu do dia 2 deste mês.