Preso homem acusado de estuprar e assaltar advogada na Ilha do Boi

Polícia

Preso homem acusado de estuprar e assaltar advogada na Ilha do Boi

O delegado que acompanhou o caso, João Calmon, disse que imagens de câmeras de segurança, instaladas na Ilha do Boi, ajudaram a polícia a chegar até o suspeito

Momento em que o suspeito foi imobilizado Foto: Divulgação/PC

Um homem foi detido nesta quinta-feira (10) suspeito de estuprar e roubar uma advogada de 40 anos, na Ilha do Boi, um dos bairros mais nobres de Vitória. Na delegacia, o suspeito, identificado como Maurício da Costa Vieira Amaral, de 25 anos, negou o estupro, mas admitiu o assalto.

Mas a polícia chegou a uma conclusão diferente. Isso porque, em depoimento, Maurício teria confessado o estupro da advogada, contando detalhes de como tudo aconteceu aos policiais.

De acordo com informações da polícia, os crimes aconteceram no último dia 26 de fevereiro, em uma das áreas mais nobres da Capital. Era por volta das 20 horas quando a vítima, falando ao celular, caminhava por uma das ruas do bairro, enquanto era seguida pelo suspeito em uma bicicleta.

A polícia apurou que depois de abandonar a bicicleta, em um terreno baldio, o suspeito teria trazido a advogada para um beco, onde teria cometido o estupro antes de fugir com o celular da vítima.

O delegado que acompanhou o caso, João Calmon, disse que imagens de câmeras de segurança, instaladas na Ilha do Boi, ajudaram a polícia a chegar até o suspeito. Maurício foi detido ao voltar à cena do crime, quase duas semanas depois.

Na casa de Maurício, no bairro Jaburu, em Vitória, a polícia encontrou as roupas que ele estaria usando no dia do crime, além de um revólver, calibre 22, que o suspeito teria utilizado para render a advogada, além do celular dela.

Maurício da Costa Vieira Amaral já tinha passagem pela Justiça de Minas Gerais, por tentativa de homicídio, o mineiro da cidade de Itambacuri foi autuado por porte ilegal de arma e receptação.