Após denúncia de maus-tratos, proprietária de canil em Vila Velha é presa

Polícia

Após denúncia de maus-tratos, proprietária de canil em Vila Velha é presa

A proprietária Nicoli Pressotti disse que o vídeo foi feito há mais de um ano e meio e que o canil não possui mais o centro cirúrgico mostrado nos vídeos

Procedimentos realizados no canil Foto: Reprodução Facebook

As donas do canil "Blue Point", em Vila Velha, denunciadas por maus tratos e prática ilegal da Medicina Veterinária receberam voz de prisão e foi conduzida pela Polícia para prestar esclarecimentos na Delegacia.

Na tarde desta terça-feira (21), a Delegacia de Proteção ao Meio Ambiente, o Conselho Regional de Medicina Veterinária, a Presidente da CPI dos Maus Tratos aos Animais da Assembléia Legislativa, deputada Janete de Sá e integrantes da Sociedade Protetora dos Animais, fizeram uma diligência surpresa no canil, localizado no bairro Retiro do Congo.

Letícia Medeiros de Oliveira, de 21 anos, e Nicoli Presotti Cordeletti, de 48 anos, assinaram um Termo Circunstanciado pelo crime do Art. 60 da Lei de Crimes Ambientais, que consiste em "construir, reformar, ampliar, instalar ou fazer funcionar, em qualquer parte do território nacional, estabelecimentos, obras ou serviços potencialmente poluidores, sem licença ou autorização dos órgãos ambientais competentes, ou contrariando as normas legais e regulamentares pertinentes".

Em relação aos maus tratos, o delegado informou que as suspeitas não foram pegas em situação flagrancial do crime e que o caso segue sob investigação.

As donas foram denunciadas depois que vídeos e fotos, que mostram uma delas fazendo cirurgias nos animais do canil, viralizaram nas redes sociais no último final de semana. As imagens mostram que os animais se mexem e latem durante o procedimento caracterizando dor. 

Na diligência foi constatado que o canil não possui autorização municipal para funcionamento e não tem licença ambiental. No local também não foi encontrado documento que comprove a existência de médico veterinário responsável pelos animais. Foi apreendido vasta quantidade de medicação humana para dor e anestésica.

O canil possui mais de 150 animais de diversas raças, a maioria da raça spitz. A proprietária Nicoli Pressotti disse que o vídeo foi feito há mais de um ano e meio e que o canil não possui mais o centro cirúrgico mostrado nos vídeos.

Letícia e Nicole serão convocadas a prestar depoimentos na CPI dos Maus Tratos contra os Animais na Sessão da próxima terça-feira (28), às 19 horas, no Plenário Rui Barbosa.