• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Carga de cigarros contrabandeados avaliada em 2 milhões de reais é destruída em Vila Velha

Polícia

Carga de cigarros contrabandeados avaliada em 2 milhões de reais é destruída em Vila Velha

Segundo a PRF, a apreensão é considerada a maior já realizada do produto no Espírito Santo

Foto: Reprodução/TV Vitória

Cerca de 500 mil maços de cigarro contrabandeados foram destruídos nesta terça-feira (12) em Vila Velha. A carga foi apreendida em janeiro pela Polícia Rodoviária Federal (PRF). De acordo com os policiais, os produtos teriam vindo do Mato Grosso do Sul com destino a Vitória.

A carga continha dez milhões de unidades de cigarro, com peso total de 14 toneladas. Segundo a PRF, a apreensão é considerada a maior já realizada de cigarros contrabandeados no Espírito Santo, com um valor avaliado em 2 milhões de reais.

Por recomendação ambiental, os cigarros não foram incinerados. Em vez disso, a carga foi prensada, molhada e aterrada para decomposição. O trabalho de destruição foi realizado por uma empresa de tratamento de resíduos localizada no bairro Jabaeté, em Vila Velha.

Investigações

As investigações apontam que os cigarros teriam sido produzidos no Paraguai, país que faz fronteira com o Brasil. Aqui no Brasil, entretanto, também são confeccionados cigarros clandestinos, produção que representa mais da metade do consumo nacional da droga.

Entre 2014 e 2018, o mercado ilegal de cigarros no Brasil cresceu 29%. De acordo com a Receita Federal, mais de 40 bilhões de reais deixaram de entrar nos cofres públicos com a venda ilegal desses produtos. 

O rótulo das caixas de cigarro destruídos nesta terça-feira estampava uma das marcas mais vendidas do produto no Brasil. A embalagem também imitava o alerta sobre riscos à saúde exigido pela legislação, nos idiomas espanhol e guarani.

Após a destruição dos cigarros, um cão da raça pastor alemão percorreu o caminhão utilizado para transportar a droga para verificar se não havia outras caixas do produto escondidas em possíveis compartimentos secretos, mas nada foi encontrado.