Carnaval no Espírito Santo teve 315 mulheres vítimas de violência

Especial Mulher

Polícia

Carnaval no Espírito Santo teve 315 mulheres vítimas de violência

Foram 94 pedidos de medidas protetivas, 60 ameaças, 9 descumprimento de medidas protetivas, 52 outros casos de violência doméstica, dez ocorrências de estupro, 4 importunações sexuais, duas tentativas de feminicídio e 84 lesões corporais em todo o estado

Foto: Divulgação

Mesmo com campanhas de conscientização para evitar casos de assédio e violência doméstica, o Espírito Santo registrou ao menos nove tentativas de feminicídio durante os quatro dias de Carnaval. É o que aponta um levantamento feito pela produção da TV Vitória.

Já a Polícia Civil fala em três casos. Duas tentativas de feminicídio e um consumado. 

Um destes casos é o da vendedora Jane Cherubim, estuprada, torturada e agredida brutalmente pelo ex-companheiro Jonas do Amaral Neto, em Dores do Rio Preto, na última segunda-feira (4). 

Foram 94 pedidos de medidas protetivas, 60 ameaças, 9 descumprimento de medidas protetivas, 52 outros casos de violência doméstica, dez ocorrências de estupro, 4 importunações sexuais, duas tentativas de feminicídio e 84 lesões corporais em todo o estado. Os dados são da Secretaria Estadual de Segurança Pública (Sesp).

Relembre alguns casos durante o carnaval

Incêndio - A casa onde estava uma adolescente de 19 anos, grávida, foi incendiada no último domingo. Ela, o namorado e a sogra estavam na residência no momento do incidente. O principal suspeito é o pai do namorado, que estaria inconformado com o fim do relacionamento com a sogra da adolescente.

Machadinha - Um caminhoneiro de 37 anos ameaçou matar a irmã com golpes de 'machadinha', em Vila Isabel, Cariacica. A tentativa aconteceu na terça-feira (05) e o crime foi impedido pelo marido da vítima, que conseguiu desarmar o agressor.

Ataque com faca - Uma mulher de 36 anos foi agredida com golpes de faca pelo ex-companheiro, em Castelândia, na Serra. A agressão aconteceu na terça-feira (05). Segundo a polícia, o suspeito do crime invadiu a casa da mulher e esperou por algumas horas até que ela chegasse.

Caparaó - Uma mulher foi brutalmente espancada no interior de Dores do Rio Preto, na região do Caparaó, na madrugada de segunda-feira (04). O caso aconteceu em uma comunidade conhecida como Forquilha do Rio, que fica entre Dores do Rio Preto e o município de Espera Feliz, em Minas Gerais.