Juíza manda soltar suspeitos de homicídio por chegarem atrasados em audiência

Polícia

Juíza manda soltar suspeitos de homicídio por chegarem atrasados em audiência

Os suspeitos são acusados pela morte de Cleusa do Nascimento, de 45 anos e de ter baleado um familiar dela

Foto: Divulgação

Três acusados de homicídio e tentativa de homicídio ganharam liberdade provisória nesta segunda-feira (18) por, entre outros motivos, chegarem atrasados no julgamento. O atraso teria ocorrido por conta de problemas no transporte de réus realizado pela Secretaria de Justiça (SEJUS).

Os suspeitos são acusados pela morte de Cleusa do Nascimento, de 45 anos e de ter baleado um familiar dela. O crime ocorrido em 2015, na Serra está na primeira fase do julgamento e teria seu primeiro desdobramento na segunda-feira, na audiência com a Juíza Daniela Pellegrino Nemer, da 3ª Vara Criminal da Serra.

Para o advogado criminalista Allex Lino, o fato dos suspeitos estarem há quatro anos sem uma sentença condenatória, pesou na decisão da juíza.

“Supondo que esses acusados sejam inocentados futuramente, quem vai devolver os quatro anos que ficaram presos aguardando a justiça”

Elizete Rodrigues Firmino, Luan de Oliveira e Lucas Vinícius Goss, ganharam liberdade provisória com restrições. Segundo a decisão da Juíza Daniela Nemer, eles terão que comparecer na justiça a cada dois meses, não poderão ter qualquer tipo de contato com os familiares das vítimas e estão proibidos de mudar de endereço sem aviso prévio para a justiça.

Em nota a Secretaria de Justiça (sejus) informou que a decisão da justiça é soberana, e por isso foi prontamente acatada.  A sejus também ressaltou que tem integrado ações junto ao poder judiciários para acelerar os processos com audiência através de videoconferência.