Psicólogo e outros 4 homens são presos com arquivos de pornografia infantil no ES

Polícia

Psicólogo e outros 4 homens são presos com arquivos de pornografia infantil no ES

A polícia informou que o psicólogo de 51 anos; o autônomo, de 28 anos; e o encarregado de 32 anos, pagaram a fiança e responderão em liberdade

Foto: Divulgação / PCES

Cinco pessoas foram presas nesta quinta-feira (28), na Grande Vitória, suspeitas de armazenar material pornográfico com crianças e adolescentes. As prisões fazem parte da Operação Luz da Infância IV, deflagrada em 26 estados e no Distrito Federal e coordenada pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública.

Entre os detidos, está um psicólogo de 51 anos que, segundo a polícia, possuía mais de 1,2 mil arquivos de pornografia infantil armazenados em casa, incluindo fotos de bebês. João Paulo Santos Neves foi preso no apartamento onde ele mora sozinho, em um condomínio de luxo na Praia da Costa, em Vila Velha.

O psicólogo foi detido pela equipe da Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes Cibernéticos (DRCC), que prendeu outros dois suspeitos ao longo do dia: o autônomo Felipe Rodrigues da Silva Trancoso, de 28 anos, e o auxiliar de serviços gerais John Randry da Silva, de 42 anos.

Felipe foi preso em flagrante no bairro Jardim Campo Grande, em Cariacica. Na casa dele, a polícia encontrou um computador onde havia material pornográfico com imagens de crianças e adolescentes. Já John Randry foi preso em Guarapari, também com arquivos de pornografia infanto juvenil.

As outras duas prisões desta quinta-feira foram realizadas durante a manhã, pela Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA). Um encarregado de 32 anos, que mora em Vila Velha, e um porteiro de 37 anos, morador de Cariacica, foram flagrados com pornografia infantil. Segundo a polícia, o porteiro já era investigado por outro crime.

A polícia informou que o psicólogo de 51 anos; o autônomo, de 28 anos; e o encarregado de 32 anos, pagaram a fiança e responderão em liberdade. O porteiro de 37 anos, e o auxiliar de serviços gerais, de 42 anos, foram encaminhados ao CTV.

Confira a matéria da TV Vitória sobre o caso: