Suspeito de sequestrar casal em Aracruz tem alta e é levado para o presídio

Polícia

Suspeito de sequestrar casal em Aracruz tem alta e é levado para o presídio

De acordo com a Polícia Civil, Bruno Felipe de Jesus Santana foi autuado em flagrante por extorsão qualificada pelo resultado morte

Foto: Reprodução
Bruno Felipe ficou ferido, foi encaminhado para o hospital, mas já recebeu alta

O homem suspeito de sequestrar um casal e provocar a morte do repositor Vinícius Vieira dos Santos, de 20 anos, já recebeu alta do hospital e foi encaminhado para o Centro de Detenção Provisória de Aracruz, no norte do Espírito Santo.

De acordo com a Polícia Civil (PC), Bruno Felipe de Jesus Santana foi autuado em flagrante por extorsão qualificada pelo resultado morte. Em depoimento, o suspeito preferiu manter o silêncio.

A namorada de Vinícius também já recebeu alta e prestou depoimento na Delegacia de Aracruz. A identidade dela não será divulgada para preservar a vítima.

Segundo informações da Delegacia de Aracruz, o casal foi escolhido de maneira aleatória pelo suspeito, que queria dinheiro. Ainda segundo a polícia, Vinícius e a namorada foram abordados por Bruno por volta das 22h30 de quarta-feira (20), no bairro Jardins, em Aracruz.

Com o casal rendido, ele entrou no carro e saiu em busca de caixas eletrônicos, onde as vítimas pudessem sacar dinheiro vivo. Os três foram de Aracruz até Linhares, também no norte do Estado, e, no caminho, pararam em um caixa eletrônico, mas o casal não conseguiu fazer nenhum saque. A polícia não informou se quem dirigiu de Aracruz a Linhares foi Bruno ou Vinícius.

Foto: Leitor/ Whatsapp
Carro onde estava o casal e o criminoso caiu de cima de um viaduto em Fundão durante perseguição

De Linhares, eles voltaram para Aracruz e, como não conseguiu dinheiro, o bandido teria ligado para o pai de Vinícius, exigindo resgate. A família do rapaz, então, acionou a polícia, que montou um cerco.

Quando o carro foi avistado pelos policiais, era Bruno quem dirigia. Eles deram a ordem de parada, mas foram ignorados. O suspeito furou o bloqueio e, por pouco, não colidiu contra uma das viaturas. Com isso, os militares iniciaram a perseguição, mas perderam o veículo de vista.

Eles continuaram com as buscas até Nova Almeida, na Serra. Populares em um ponto de ônibus indicaram que teriam visto o veículo passando pelo local. Logo em seguida, chegou a informação, via rádio, de que o carro havia sido visto em Fundão. O condutor havia perdido o controle da direção e caído de cima de um viaduto.

Mãos amarradas

Segundo a polícia, Bruno e a namorada de Vinícius, que estava no carona, não tiveram ferimentos graves, porque estavam com cinto de segurança e os air bags foram acionados. Eles foram socorridos e encaminhados para hospitais da Grande Vitória.

Foto: Reprodução
Vinícius foi colocado no banco de trás do veículo e ficou com as mãos amarradas

Já Vinícius estava no banco de trás, sem cinto e com as mãos amarradas. Por causa disso, ele não teve como tentar se segurar e acabou quebrando o pescoço e morrendo na hora.

Trabalho

O pai de Vinícius disse que o jovem havia saído de casa, na noite de quarta-feira, para buscar a namorada no trabalho. Eles trabalhavam em um supermercado de Aracruz, ele como repositor e ela como caixa.

O relacionamento entre as vítimas começou há cerca de um ano e meio. Eles se conheceram no próprio estabelecimento onde trabalhavam.

Nesta quinta-feira, familiares de Vinícius estiveram no Departamento Médico Legal (DML) de Vitória para liberar o corpo do jovem. O velório de Vinícius acontece na capela mortuária de Aracruz.