• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Suspeito de violentar e torturar vendedora mandou áudio para mãe da vítima após o crime

Polícia

Suspeito de violentar e torturar vendedora mandou áudio para mãe da vítima após o crime

A mulher foi encontrada com várias marcas de agressão pelo corpo, além de sinais de tortura. O advogado disse ainda que Jane teria sido estuprada. Ela estava seminua, desacordada e não respirava bem

Foto: Reprodução

O advogado da família de Jane Cherobin da Silva, de 36 anos, que foi espancada, estuprada e torturada na madrugada da última segunda-feira (4), revelou um áudio que teria sido enviado para a mãe da vítima pelo principal suspeito do crime, Jonas Guimarães do Amaral Neto, que é namorado de Jane. O crime aconteceu em Dores do Rio Preto, na Região do Caparaó.

O advogado relatou que no dia do crime, Jane e Amaral saíram juntos do bar em que a vítima trabalha. O irmão de Jane desconfiou quando viu o carro do suspeito seguindo em direção ao Parque do Caparaó, que fica no sentido contrário à estrada de Espera Feliz, local onde a vítima mora.

Suspeito de agredir namorada envia áudio para mãe da v´ítima

Desconfiado, o irmão da vítima tentou ligar para ela, mas não conseguia falar pelo telefone. Sem conseguir contato com a irmã, o homem foi até a casa do pai do suspeito, onde flagrou uma conversa suspeita do homem com o filho.

Em seguida, o irmão da vítima pediu ajuda a outro irmão e ao pai, para procurarem Jane pela estrada. A mulher foi encontrada com várias marcas de agressão pelo corpo, além de sinais de tortura. O advogado disse ainda que Jane teria sido estuprada. Ela estava semi-nua, desacordada e não respirava bem.

Jane foi socorrida e levada para um hospital de Carangola, em Minas Gerais. Apesar da gravidade, ela não teve traumatismo craniano e não precisou ser encaminhada para o CTI.

De acordo com a Polícia Civil, Amaral ainda não foi localizado. Contra o suspeito, já consta um mandado de prisão pelo crime de feminicídio e por isso é considerado foragido.