• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Em época de quarentena, centrais de videomonitoramento são ainda mais usadas no combate ao crime

CORONAVÍRUS

Polícia

Em época de quarentena, centrais de videomonitoramento são ainda mais usadas no combate ao crime

Além disso, as câmeras de segurança dos municípios da Grande Vitória têm servido para flagrar casos de desrespeito a decreto de quarentena

Foto: TV Vitória

Em tempos de quarentena para prevenir a proliferação do Coronavírus, as centrais de videomonitoramento têm sido ainda mais utilizadas no combate ao crime e até na fiscalização de comércios na Grande Vitória.

Em Vila Velha, por exemplo, são cerca de 200 câmeras posicionadas em pontos estratégicos no município. Vários flagrantes de desrespeito ao decreto de quarentena foram feitos nos últimos dias na cidade.

Um deles aconteceu em um bar, localizado no bairro Divino Espírito Santo. Ele foi flagrado aberto, em pleno funcionamento. A Guarda Municipal e a Polícia Militar foram acionadas e, no local, orientaram o proprietário a fechar o estabelecimento.

Uma outra imagem mostra a Guarda Municipal chegando em uma igreja localizada na Glória. Por ter aglomeração, os agentes orientaram os responsáveis a fechar o local.

Já na pracinha do Ibes, as câmeras flagram vários idosos, que fazem parte do grupo de risco do Coronavírus, aglomerados e conversando. Os agentes também foram acionados para ir até o local e orientar os idosos. 

Por conta da quarentena, o número de funcionários que trabalham na Guarda Municipal foi reduzido. No entanto, de acordo com o coordenador da Central de Videomonitoramento de Vila Velha, Fábio Barcelos, isso não tem atrapalhado o trabalho dos agentes.

"O trabalho continua ininterrupto, 24 horas por dia, sete dias na semana. A gente teve essa preocupação de diminuir o fluxo de pessoas circulando [pela central], tendo em vista que a gente tem uma quantidade significativa de operadores operando o sistema. Com isso, a gente conseguiu manter um sistema em operação constante e também atender a um chamado, que é a diminuição de pessoas circulando nas ruas, para que a gente possa ter menos situações de perigo de elevar o número de vítimas do vírus", destacou o coordenador. 

O combate à criminalidade também não passa despercebido pela Guarda Municipal de Vila Velha. Em um outro flagrante, a Central de Videomonitoramento visualizou uma movimentação suspeita em uma rua do centro do município. Viaturas foram deslocadas até o local. Uma pessoa foi detida e uma arma apreendida.

"Infelizmente eles não brincam de ser bandidos. Infelizmente eles também não respeitam a quarentena e, com isso, continuam na prática errada de crimes. E a gente aqui, como sentinelas da cidade, continua fazendo uma vigilância constante da cidade para inibir toda essa prática de crime, e acionar as forças policiais para que possam chegar em tempo real e também fazer todas as abordagens necessárias", frisou Barcelos.

Outros municípios

Assim como em Vila Velha, a Prefeitura de Cariacica também intensificou o trabalho de monitoramento na cidade. Além de combater os crimes, os agentes estão de olho nos comércios abertos, que estão descumprindo o decreto da quarentena. A medida é para desestimular a circulação e aglomeração de pessoas. 

Já em Vitória, a Secretaria Municipal de Segurança Urbana informou que os crimes mais frequentes são furtos e assaltos, além de veículos roubados ou clonados, flagrados pelo Cerco Inteligente de Segurança.

Com informações do repórter Vitor Moreno, da TV Vitória/Record TV