Funcionárias de motel vivem momentos de terror durante assalto cometido por menores em Cariacica

Polícia

Funcionárias de motel vivem momentos de terror durante assalto cometido por menores em Cariacica

O adolescente foi autuado no artigo 157, por ter cometido assalto a mão armada. O menor será ouvido pela Promotoria de Justiça que vai decidir se o adolescente ficará apreendido

Um dos adolescentes suspeito do assalto foi apreendido e não quis conversar com a reportagem Foto: TV Vitória

Duas funcionárias de um motel, localizado no bairro Oriente, em Cariacica, viveram momentos de terror na madrugada do último domingo (12). De acordo com a polícia, os suspeitos chegaram em um carro e estacionaram próximo ao local. Dois adolescentes desceram do veiculo e a pé e foram em direção a recepção do motel.

“Por volta das 3 horas, dois indivíduos teriam entrado na recepção do motel e exigido o dinheiro do caixa e do cofre. Um deles estava armado e ameaçou uma funcionária”, conta o delegado que acompanha o caso Alan Moreno de Almeida.

Ainda de acordo com a polícia, o segurança particular, através das câmeras de vídeomonitoramento do local, teria visto toda a ação e acionou a Polícia Militar. “Assim que a polícia chegou ao estabelecimento, eles conseguiram render um dos acusados, entretanto, outro conseguiu se evadir”, completa o delegado.

O adolescente, de 17 anos, foi apreendido e não quis falar com a equipe de reportagem da TV Vitória/Record. “Não tenho nada para falar com vocês não”, diz.

O adolescente foi autuado no artigo 157, por ter cometido assalto a mão armada. O menor será ouvido pela Promotoria de Justiça que vai decidir se o adolescente ficará apreendido. O outro suspeito ainda não foi localizado, mas câmeras de vídeomonitoramento da Prefeitura de Cariacica, que ficam em frente ao local, podem ajudar nas investigações.

>> Mais confusão em motel: na manhã do último sábado (11), uma mulher foi baleada em um motel do bairro Feu Rosa, na Serra. Aneslaine Karla Monteiro, de 20 anos, havia acabado de chegar ao local, onde trabalha como telefonista, quando foi surpreendia pelo criminoso. O principal suspeito de ter atirado contra a jovem é o ex-marido, Jhonatan da Silva, de 18 anos.