Preso acusado de roubar mais de R$ 120 mil de agência bancária em Vila Velha

Polícia

Preso acusado de roubar mais de R$ 120 mil de agência bancária em Vila Velha

Crime aconteceu no dia 25 de fevereiro, no Banco do Brasil na Glória. Eduardo Ramos da Costa tentava furtar dinheiro em outro banco, em itapoã, quando foi detido

Eduardo foi detido no momento em que tentava roubar um malote com dinheiro de uma agência em Itapoã Foto: TV Vitória

A polícia prendeu nesta quarta-feira (15) um homem acusado de furtar mais de R$ 120 mil de uma agência do Banco do Brasil em Vila Velha. O crime aconteceu no último dia 25 de fevereiro, na Glória. Segundo a polícia, Eduardo Ramos da Costa, de 34 anos, faz parte de uma quadrilha que atua no Espírito Santo há cerca de 40 dias e já roubou quatro agências bancárias no Estado.

O acusado foi preso no momento em que tentava furtar um malote com dinheiro de uma outra agência bancária, no bairro Itapoã, no mesmo município. Ao tentar sair da agência, o segurança, desconfiado do crime, travou a porta de segurança e acionou a polícia.

"Ele foi até onde fica o reservado, buscou o malote e, ao sair, alguém cismou com a pessoa dele. Seguraram a catraca e chamaram a Polícia Militar, que conduziu ele até aqui", contou o delegado Aéliston Azevedo, da Delegacia Patrimonial.

Depois de deterem o acusado, os policiais foram à casa de Eduardo e recuperaram uma mala, furtada na Rodoviária de Vitória. Na delegacia, o suspeito preferiu não dar declarações.

Durante as investigações, a polícia descobriu que Eduardo é natural de Manaus, no Amazonas, já foi preso no Acre e no Amapá, também por furto qualificado, e possui dois mandados de prisão em aberto na Justiça Federal. Agora ele vai responder por furto qualificado, formação de quadrilha e falsidade ideológica. A pena pode chegar a cinco anos de prisão.

"Há uns 40 dias eles estão se estabelecendo e já praticaram quatro atentados a agências bancárias aqui no Espírito Santo. Essas pessoas estão vindo para praticar essa modalidade de roubo, seja saidinha de banco, roubo de caixa eletrônico e outros do mesmo gênero. E a polícia tem prendido os criminosos", salientou Azevedo.

Glória

Crime aconteceu na agência do Banco do Brasil na Glória, no dia 25 de fevereiro Foto: Reprodução/Google Maps

O furto dos R$ 120 mil, no Banco do Brasil da Glória, foi registrado por câmeras de segurança da agência bancária. As imagens mostram o acusado bem vestido, fingindo ser funcionário do local. Ele segue até a tesouraria e coloca o dinheiro em uma sacola.

Do lado de fora, dois comparsas davam cobertura a Eduardo. Os dois foram presos em Uberlândia, Minas Gerais, onde, segundo a polícia, haviam cometido o mesmo crime. "Agiam do mesmo modo, sempre entrando sem ninguém perceber e, valendo-se da oportunidade, furtam e saem com o malote, de posse do dinheiro", explicou o delegado.

De acordo com a Polícia Civil, desde a chegada de Eduardo no Espírito Santo, há cerca de 40 dias, três agências bancárias foram roubadas na Grande Vitória. A Delegacia Patrimonial procura agora outros dois suspeitos de integrarem a quadrilha, entre eles José Santos Silva.