Preso estelionatário que se passava por fiscal em Vila Velha

Polícia

Preso estelionatário que se passava por fiscal em Vila Velha

O suspeito teria aplicado golpes em pelo menos 10 estabelecimentos do município ao se passar por vigilante sanitário e exigir dinheiro para a regularização

Os golpes teriam começado há cerca de três meses Foto: TV Vitória

Um homem foi preso suspeito de aplicar golpes em estabelecimentos de Vale Encantado, Araças e Rio Marinho, em Vila Velha. O acusado de estelionato foi identificado como Cesar Ribeiro Alves, de 34 anos. De acordo com a polícia, ele se passava por fiscal da vigilância sanitária da prefeitura e exigia dinheiro para regularizar a situação dos comércios com documentos atrasados.

O alvo era sempre comércios pequenos, como mercearias, lanchonetes e lojas de ração. Segundo a polícia, o modo que Cesar agia era o mesmo. Ele se passava por fiscal, usando uniforme e até crachá, e afirmava que estava fazendo uma inspeção no estabelecimento. 

Um comerciante que foi uma das vitimas contou que foi abordado exatamente no dia em que abriu as portas da mercearia pela primeira vez. “Ele veio cobrar um documento de dedetização de caixa d’água. Como eu não tinha, ele me apresentou outro documento com três notificações do outro dono, e já queria fechar o comércio. Eu pedi um tempo para resolver e ele disse que eu tinha 24 horas”, disse uma vítima.

Os golpes começaram há cerca de três meses, sempre na mesma região. Cesar oferecia o telefone de uma suposta empresa de dedetização, mas que na verdade era ele mesmo que atendia. “Ele me deu um número que seria de uma suposta empresa de dedetização, mas que na verdade era ele mesmo. Eu liguei para essa empresa e, em menos de 20 minutos, o documento estava na minha mão”, contou.

Tudo foi descoberto graças ao dono de uma papelaria. Isso porque, Cesar foi até o local tirar várias cópias de documentos de comércios da região. Só que o proprietário da papelaria desconfiou porque os documentos estavam todos rasurados com corretivos. Ele então ligou para os donos dos estabelecimentos que descobriram toda a farsa e acionaram a polícia.

Na última segunda-feira (25) o suspeito foi visto por uma das vitimas indo em várias lojas na tentativa de aplicar mais golpes. Os PMs foram acionados e ele foi detido próximo a sua residência. Na delegacia ele disse estar arrependido. Falou que escondia os documentos no quintal de casa para a esposa não descobrir e que o uniforme da prefeitura ele encontrou na rua. 

Cesar, que já tinha passagem por roubo, foi autuado por estelionato e foi transferido para o Centro de Triagem de Viana.