Fraudes em licitações e contratação de servidores são alvo de operação em Jaguaré

Polícia

Fraudes em licitações e contratação de servidores são alvo de operação em Jaguaré

Participam da operação o procurador de Justiça responsável pela investigação, promotores de Justiça, servidores do Ministério Público e policiais militares do Núcleo de Inteligência da Assesssria Militar

Denominada "Arremate", a operação conta com o apoio do Núcleo de Inteligência da Assessoria Militar do MPES Foto: ​Divulgação

Supostas fraudes em licitações e em processo seletivo para contratação de servidores públicos estão sendo investigadas pela operação "Arremate", deflagrada pelo Ministério Público do Estado do Espírito Santo, por meio da Procuradoria de Justiça Especial e do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO). na manhã desta terça-feira (11).

A operação conta ainda com o apoio do Núcleo de Inteligência da Assessoria Militar do MPES. Com base em investigações preliminares e interceptações telefônicas, autorizadas pelo Tribunal de Justiça do Estado do Espírito Santo, foram deferidos e estão sendo cumpridos 29 mandados de buscas e apreensão e 15 mandados de conduções coercitiva de servidores do município de Jaguaré e de empresários, dentre outras medidas.

Ao todo, participam da operação o procurador de Justiça responsável pela investigação, 10 promotores de Justiça, servidores do Ministério Público e 36 policiais militares do Núcleo de Inteligência da Assessoria Militar do MPES.