• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

'O pai estava desesperado', diz guarda que atendeu criança baleada em shopping de VV

Polícia

'O pai estava desesperado', diz guarda que atendeu criança baleada em shopping de VV

Testemunhas relataram que no momento dos tiros houve pânico e muita correria na praça de alimentação. O homem de 33 anos foi morto com cerca de 19 tiros

Imagens do circuito de segurança mostram o suspeito andando na praça de alimentação Foto: TV Vitória

Guardas municipais de Vila Velha, que atuaram no atendimento da ocorrência em um shopping de Vila Velha, que culminou na morte de homem e deixou outros feridos, conversaram com a equipe da TV Vitória/ Record TV.

De acordo com o subinspetor Mendes, da Guarda Municipal, que esteve no local para atender a ocorrência, o pai do menino de sete anos, que foi ferido, estava transtornado.

“O pai estava desesperado, sem condições de dirigir. Pedimos apoio e, prontamente,o levamos até o hospital, onde a vítima foi atendida. O pai estava muito transtornado e sem condições psicológicas nem mesmo para falar. Já a criança estava bem quietinha”, contou o subinspetor.

Não foi só o pai do menino que ficou assustado. Além de todas as pessoas que estavam na praça de alimentação do estabelecimento, onde o crime aconteceu, o noivo da outra vítima baleada não sabia o que fazer. No momento dos tiros, ele estava com o filho em um caixa eletrônico e a jovem de 22 anos estava na fila de uma lanchonete.

“No momento nós estávamos curtindo o lazer quando ela parou na fila para comprar um lanche e eu estava no caixa eletrônico com meu filho. De repente, a gente escutou o barulho dos tiros e a única opção foi correr para me esconder e proteger meu filho. Quando ela veio encontrar comigo, percebi que ela estava mancando e a perna dela já estava com o ferimento na coxa esquerda”, disse. 

Ele contou que assim que viu a noiva baleada, eles correram para sair do shopping e chegar ao hospital mais próximo. “Quando saímos do shopping fomos direto para o hospital e para a transferência de hospital eles disponibilizaram uma ambulância. Graças a Deus fizeram tudo para nos ajudar. Ela está se recuperando bem, está andando e graças a Deus não afetou nada, foi só um ferimento superficial, não foi anda tão grave”. 

Ainda segundo o noivo da vítima, ele espera que a Justiça seja feita. “Agora é tocar a vida, porque não podemos ficar parados. A gente espera que quem fez isso possa pagar, pois querendo ou não, estragou o final de semana não só de uma família, mas de três famílias. Uma que perdeu uma pessoa e mais duas que foram baleadas. O que não podemos agora é ficar trancados dentro de quatro paredes, escondidos, porque a violência pode chegar até mesmo dentro da nossa casa”, afirmou.

Veja o depoimento completo do noivo da vítima:

Correria 

Testemunhas relataram que no momento dos tiros houve pânico e muita correria na praça de alimentação. O crime aconteceu na noite do último sábado (1). De acordo com a polícia, o homem de 33 anos foi morto com cerca de 19 tiros.

Por meio de nota, o Boulevard Shopping Vila Velha lamentou o fato e informou que tomou as providências possíveis de socorro às vítimas e a elas se solidariza. Lastimou ainda que um episódio deste ocorra, principalmente, dentro de um ambiente cujo propósito é o lazer familiar. Salientou que está colaborando com as autoridades competentes para elucidar o caso. Além disso, o shopping também informou que reforçou a segurança no local.

Segundo a Polícia Civil, o crime está sob investigação pela Delegacia de Crimes Contra à Vida (DCCV) de Vila Velha. Por enquanto, detalhes da investigação são sigilosos e não serão divulgados para não atrapalhar o trabalho da polícia.